Depois de ver seus dois rivais diretos pelo título vencerem seus jogos, o Real Madrid entrou em campo contra o Rayo Vallecano sabendo que não poderia perder pontos. Não que a missão seja muito difícil, já que o adversário, o vizinho de Madri, é um time sem os recursos dos merengues e está no meio da tabela, de olho para não correr riscos para não cair. A vitória era essencial e ela veio, graças à participação decisiva de Cristiano Ronaldo. Marcou um gol, deu um passe para o segundo e participou do terceiro gol na vitória por 5 a 0.

O técnico Carlo Ancelotti não teve Modric, poupado, e Marcelo, que ficou no banco. Entraram Illarramendi e Fábio Coentrão, respectivamente. No mais, time completo dos merengues, que nem precisaram fazer tanta força para golear. A motivação para o jogo era tão reduzida que até os torcedores não apareceram. O estádio estava bem mais vazio do que o normal – e o normal é que ele esteja cheio.

Em campo, Cristiano Ronaldo marcou o seu, o primeiro gol do jogo. Teve também gol de Carvajal, dois de Gareth Bale – um deles um golaço, correndo desde o próprio campo em um contra-ataque – e Álvaro Morata fechou a conta. Uma vitória daquelas que o time até administrou em certo momento, enquanto o próprio Rayo Vallecano pareceu desistir do jogo quando o placar já era de 4 a 0.

A briga pela artilharia continua acirrada. Messi marcou no jogo do Barcelona, Diego Costa marcou no jogo do Atlético de Madrid e Cristiano Ronaldo marcou pelo Real Madrid. São 27 gols para Cristiano Ronaldo, 25 para Diego Costa e 23 para Messi. Uma disputa que promete ser tão quente quanto a briga pelo título.

Com os resultados deste sábado, o Atlético de Madrid segue como líder, com 76 pontos, seguido por Barcelona, com 75, e Real Madrid, com 73. Restam sete jogos até o fim da competição. Emoções à vista. Veja os gols do jogo:


Deixe uma resposta