A situação de Vanderlei Luxemburgo se complicou um pouco mais. Se o futuro dele à frente do Real Madrid dependia de um bom resultado diante da Real Sociedad, o treinador deve se preparar para o pior. Jogando em casa, a equipe basca teve o jogo nas mãos e cedeu o empate por 2 a 2 apenas no final.

O Real Madrid vinha de uma seqüência de resultados ruins. Perdera o clássico para o Barcelona por 3 a 0 e, no meio desta semana, empatou com o Lyon por 1 a 1 pela Liga dos Campeões. Contra a pior defesa da Espanha, o time tinha uma ótima chance de se recuperar, mas não teve os nervos no lugar para cumprir completamente sua missão.

O time merengue levou maior perigo nos lances de bola parada, com Beckham e Roberto Carlos. Já a Real Sociedad tinha Nihat como o centro das ações. O turco foi derrubado dentro da área no final do primeiro tempo por Roberto Carlos, em lance duvidoso. Na cobrança, Xabier Prieto colocou o time em vantagem.

Nervoso em campo, o Real Madrid se perdeu em campo e tinha diversos problemas para armar jogadas. Aos 14, a situação se complicou com o gol marcado por De Paula. E ela piorou com a expulsão de Sérgio Ramos, a sexta de um jogador merengue no campeonato. Porém, a equipe encontrou forças para buscar o empate. Raul Bravo diminuiu aos 40, e Zidane, um minuto depois, igualou. Com o time jogando mal de novo, Luxemburgo ainda corre riscos.

Um pouco mais cedo, o Osasuna derrotou o Alavés de virada por 3 a 2 e se isolou na liderança do Espanhol. Porém, o Barcelona pode retomar a ponta no último jogo de hoje, contra o Santander.