Ao mesmo tempo em que brilha com a camisa do Liverpool, Mohamed Salah movimenta o noticiário ao redor de seu nome muito além do futebol. E neste final de ano, o atacante foi capaz de um grande gesto de reconhecimento aos velhos ídolos do Egito. O herói da classificação à Copa do Mundo de 2018 doou €30 mil à Associação Egípcia de Jogadores Veteranos, que oferece apoio financeiro a ex-atletas de seu país.

VEJA TAMBÉM: Por que Mohamed Salah merece aplausos muito além do bom momento no Liverpool

Segundo Khaled El-Ghandour, antigo meio-campista do Zamalek que atualmente trabalha em um programa de rádio, Salah ofereceu o dinheiro em apoio à associação. Mensalmente, a entidade garante uma renda extra de 400 libras egípcias (cerca de 75 reais) a 120 famílias de veteranos. Graças ao artilheiro do Liverpool, ao menos três meses do auxílio estarão garantidos – ou o valor poderá ser aumentado.

Eleito o melhor jogador africano de 2017, Salah está acostumado a liderar ações solidárias no Egito. Ele vem construindo uma escola em seu vilarejo-natal e banca o serviço de ambulância, além de várias unidades de incubação hospitalar. Em sua instituição de caridade, distribui roupas e alimentos às pessoas carentes, sobretudo no Ramadã. Já em janeiro, ele doou cerca de US$ 270 mil ao Long Live Egypt Fund, um fundo para apoiar a economia e o desenvolvimento do país.