Roberto Mancini se irritou com as declarações dadas por Francesco Toldo, atualmente no bnco de reservas da Internazionale. Ontem, Toldo reclamou por estar na reserva. “Se me explicassem que isso aconteceria, procuraria outras escolhas. No começo da temporada me disseram outras coisas. Espero que o motivo da escolha seja técnico e não por preconceito”, disparou.

Além disso, o goleiro acha que não tem chances na seleção justamente por estar de fora da equipe titular. Sobrou também para Júlio César, atual dono da posição. “Não sou inferior a ele, que é jovem. Porém, antes, para ser goleiro da Inter era preciso experiência”.

Por conta do desabafo público, Mancini pensa em pedir uma punição exemplar, que iria desde o afastamento do goleiro até colocá-lo à venda em janeiro. No site oficial da Inter, o presidente Giacinto Facchetti tentou diminuir a repercussão do caso: “O problema não são as declarações de Toldo, mas a apresentação do time contra a Juventus [derrota por 2 a 0]. Entender porque jogamos daquela maneira é o mais importante e creio que estejamos perdendo de vista o ponto principal”.

Facchetti afirmou ainda que “sem dúvida Toldo errou, pois não deveria falar logo após a derrota. Ele deve conversar com Mancini e expor suas idéias. Falou-se que o caso poderia terminar mal, mas aqui ninguém nunca falou isso”.