Cada vez mais, a Roma surge como um clube capaz de desenvolver jovens talentos. Os giallorossi se tornaram um destino comum a vários garotos que veem uma oportunidade de ganhar espaço em alto nível competitivo e buscar novos patamares na carreira. E a prova maior disso se confirmou nesta sexta, em negócio aventado há tempos na Cidade Eterna. Os romanistas fecharam a contratação de Justin Kluivert, uma das principais promessas do futebol holandês. Pela evolução que pode ter, o filho de Patrick Kluivert soa como uma pechincha dos italianos: custou €17,25 milhões, em contrato assinado pelas próximas cinco temporadas, com previsão de bônus por rendimento e acréscimos de até €4 milhões ante futuras transferências.

“Estou me sentido ótimo. Estou chegando a um clube inacreditável e mal posso esperar para começar. Acho que a Roma é um grande time para mim. Eles podem me ajudar a ser um jogador maior e mais forte. Posso fazer algumas coisas bacanas por aqui”, avaliou Justin Kluivert, em sua primeira entrevista como atleta dos giallorossi. O atacante chegou negociar a renovação de seu contrato com o Ajax, que terminaria em 2019, mas as conversas geraram um rompimento com a diretoria. Melhor para os romanistas, que aproveitaram a oportunidade de mercado.

Agenciado por Mino Raiola, Kluivert se tornou alvo de diferentes equipes. O atacante fez a sua primeira temporada como titular dos Godenzonen em 2017/18 e, embora tenha sofrido oscilações, acumulou bons números. Foram dez gols e cinco assistências em 30 partidas disputadas, atuando majoritariamente como ponta esquerda, com algumas aparições pela direita. Preferiu seguir a um campeonato que oferecesse mais dificuldades que a Eredivisie e também a um clube desse mais visibilidade na Liga dos Campeões. Neste sentido, a Roma parece uma boa escolha.

Diretor esportivo da Roma, Monchi também elogiou o reforço: “Acho que Justin já é um dos jogadores jovens mais empolgantes do futebol europeu. Por causa disso, não foi fácil trazê-lo para a Roma, superando vários outros clubes que gostariam de contratá-lo. Mas Justin acredita que a Roma é o clube perfeito para ele continuar seu desenvolvimento e explorar seu enorme potencial”.

Kluivert ainda é um jogador em processo de amadurecimento, que não consegue ser tão constante e por vezes toma decisões erradas em campo. Mas não se nega que há um talento bruto ali. A capacidade do garoto em partir para cima dos marcadores e encontrar espaços através de seus dribles é gigantesca, com alguns golaços na conta. Além disso, é muito bom para criar oportunidades através de suas jogadas pelas pontas, servindo os companheiros. Se for aproveitado na Roma sem pressa para tomar seu lugar, pode ser muitíssimo útil à equipe. Não seria surpreendente se seguisse os passos de Cengiz Ünder, grata surpresa a partir do segundo turno da Serie A.

Há uma expectativa alta sobre Kluivert. Não é questão apenas do sobrenome que carrega, mas também daquilo que já demonstrou ser capaz de fazer com a camisa do Ajax. Os rumos de sua carreira, até pelo desentendimento com o antigo clube, deixam dúvidas sobre a maneira como está sendo assessorado. Ainda assim, tem habilidade para deixar tudo isso para trás. Na Roma, sem mais laços familiares ou qualquer tipo de relação como prata da casa, suas provas serão partida a partida. Mas por aquilo que já apresentou em campo, os torcedores romanistas ganham um novo xodó.