Ronaldo obteve nesta quinta a dupla nacionalidade ao jurar a constituição espanhola. O atacante deu início ao processo em janeiro. Com isso, o jogador deixa de ser considerado extra-comunitário e abre uma vaga para um estrangeiro no Real Madrid.

Cada clube espanhol pode inscrever até três jogadores considerados “estrangeiros”. No caso do clube merengue, após a confirmação da dupla nacionalidade de Ronaldo, Robinho e Júlio Baptista preenchem as vagas de extra-comunitários.