A crise se instalou de vez no Real Madrid. A eliminação da Liga dos Campeões com o empate sem gols contra o Arsenal azedou o ambiente no clube, com uma chuva de críticas dirigidas à equipe no dia seguinte à partida em Londres.

A imprensa espanhola não poupou críticas à eliminação do Real Madrid. O diário As estampou em sua capa nesta quinta a manchete “Pesam os anos, pesam os quilos”, na qual estão duas fotos de Raúl e Ronaldo deixando o gramado, cabisbaixos. No Marca, o destaque vai para as eleições no clube, cujo processo seria acelerado após a eliminação. Além disso, o jornal afirmou que esta “é a pior crise no clube nos últimos 50 anos”.

Um dos principais alvos das críticas, Ronaldo procurou se esquivar como pôde. “Não sei o que quer dizer o fim de um ciclo. Somos todos profissionais e o clube tem pessoas para decidir sobre o futuro dele. Não somos nós quem deve julgar quem fica ou não no clube”, disse, rebatendo a opinião de Carlos Queiroz. O ex-treinador do Real Madrid havia afirmado que o time “havia encerrado um ciclo”.

Para o atacante, houve uma dose extra de azar como justificativa para sair de Highbury sem a vaga. “Tentamos, lutamos por este sonho, mas não tivemos sorte. Tivemos ocasiões, mas sem sorte. O Arsenal é uma grande equipe. Todos temos culpa por não passarmos de fase: os atacantes por não marcar e o resto por permitir que levássemos um gol [na partida de ida]. Somos uma equipe; estou aqui para somar e não para dividir”.

Mesmo com todo este clima carregado, Ronaldo afirma já ter passado por situações mais complicadas. “Não quero ser polêmico nem um problema para meus companheiros. No final da temporada, verei o que acontecerá. sempre estive tranqüilo durante esta semana. Já passei por momentos piores. Enfrentei dias difíceis, mas a situação vai melhorar quando marcar gols”, disse.

Juan Ramón López Caro lamentou a falta de aproveitamento das ocasiões de gols criadas. “Em noventa minutos, tivemos muitas possibilidades de ficar em vantagem no placar, especialmente nos últimos vinte minutos de partida. Porém, não soubemos aproveitar as ocasiões. A equipe está decepcionada porque o triunfo era muito importante para a torcida e sobretudo para o clube”, comentou o treinador.

Foto: Agência CBF