Manchester United Liverpool Giggs Suárez 169

[Roteiro] Clássicos ingleses, jogos pelas primeiras posições e equipes em busca de redenção

Este final de semana de futebol europeu terá grande parte de seu brilho na Inglaterra. Dois dos maiores clássicos da Premier League, Manchester United x Liverpool e Tottenham x Arsenal, esquentam a manhã e início de tarde de domingo, ambos valendo posições lá no topo da tabela – isso sem mencionar o Manchester City, que, eliminado da Liga dos Campeões, ficou só com a Premier League como disputa importante na temporada.

Confira a programação de TV

Na Espanha, após empolgante triunfo contra o Milan pela Champions, o Atlético de Madrid recebe o Espanyol para seguir na perseguição ao arquirrival Real Madrid, que lidera La Liga com três pontos a mais que os Colchoneros. Na Bundesliga, o Bayern de Munique revive seu último pesadelo no país contra o Bayer Leverkusen; já na França, dois ótimos duelos importantes para vagas em competições europeias e até mesmo pretensão de títulos acontecem e prometem emoção. Confira tudo isso e o que mais há de relevante para você acompanhar neste final de semana em nosso roteiro.

O jogão

Manchester United x Liverpool

Domingo, 10h30 (ESPN Brasil)

Clássicos são os tipos de jogos que pode definir o futuro próximo de uma equipe na temporada, especialmente se o campeonato se aproxima de seu fim. Esse é o status do dérbi entre Manchester United e Liverpool neste domingo. Até agora os Red Devils tiveram uma temporada para esquecer. Sem chances de título em nenhuma competição, exceto na Liga dos Campeões, em que está perto de ser eliminado pelo Olympiacos ainda nas oitavas de final, os comandados de David Moyes precisam muito de um triunfo contra um arquirrival. A vitória poderia ser o combustível necessário para rever a desvatagem para os gregos na competição continental e também engrenar uma reação na Premier League, da qual venceu a última partida por 3 a 0. Já para os Reds, vencer em pleno Old Traford significaria afundar ainda mais o maior rival e ganhar um forte empurrão na briga pelo título.

O clássico

Tottenham x Arsenal

Domingo, 14h (Fox Sports)

Na última rodada, o Arsenal deu uma vacilada e acabou derrotado pelo Stoke City, vendo o Chelsea disparar na ponta com 66 pontos, enquanto os Gunners estacionaram nos 59. Se quiser permanecer na briga pela taça do Campeonato Inglês, que não vem desde os Invincibles de 2003/04, o Arsenal precisará de um triunfo no Dérbi do Norte de Londres deste domingo. É claro que a derrota não vai necessariamente decretar o fim de qualquer chance de glória no torneio, mas é bom não apostar em tantos tropeços assim do Chelsea.

Para o Tottenham, o jogo terá um significado diferente em termos de tabela. O objetivo dos Spurs não é o título, evidentemente, mas, sim, uma vaga na próxima Liga dos Campeões. Não conseguir um lugar na competição após todo o investimento feito com o dinheiro obtido na venda de Gareth Bale seria bastante negativo para a administração de Daniel Levy. Atualmente, os Spurs estão na quinta colocação, com 53 pontos, quatro abaixo do quarto colocado Manchester City. Entretanto, a distância real deve ser medida em relação a Liverpool e Arsenal, com 59, já que os Citizens têm três jogos a menos que o restante. Se intrometer no top four será uma missão quase impossível para Tim Sherwood.

Fique de olho

Atlético de Madrid x Espanyol

Sábado, 18h (ESPN Brasil)

Spain Soccer Champions League

Após as últimas rodadas de La Liga, com o Real Madrid ultrapassando Atlético de Madrid e Barcelona e assumindo a liderança de forma isolada, os Colchoneros precisavam de uma vitória simbólica como a conquistada diante do Milan, na Liga dos Campeões. Embora o time rossonero nesta temporada seja fraco, o 4 a 1 sobre um dos maiores campeões europeus da história tem um significado e tanto e é um belo incentivo para o Atleti acreditar em suas próprias forças. É dessa confiança e de uma vitória contra o Espanyol que o lado rojiblanco da capital precisa para desafiar seus arquirrivais na briga pela taça do Espanholão. Três pontos separam os dois, e é difícil que o Real desperdice pontos contra o Málaga. Mas, jogando em casa, Diego Simeone sabe que seus comandados não podem abrir mão de um pontinho sequer. Não espere nada menos que muita dedicação dos jogadores do Atlético para essa partida.

Bayern de Munique x Bayer Leverkusen
Sábado, 14h30 (ESPN)

O Bayern joga apenas contra si na Bundesliga. São 20 pontos de vantagem para o segundo colocado com apenas mais 30 a se disputar – o que garantiria o título em quatro rodadas. Mesmo assim, os bávaros têm seus desafios. Como, por exemplo, superar as próprias marcas na última temporada. E por isso mesmo a visita do Bayer Leverkusen à Allianz Arena é tão marcante. Os rubro-negros foram os últimos a vencer o Bayern na Bundesliga, justamente em sua última ida a Munique: 2 a 1, em outubro de 2012. Desde então, a equipe de Jupp Heynckes (e, depois, Pep Guardiola) acumulou 49 jogos de invencibilidade. Além disso, desde o empate com o Leverkusen no primeiro turno, os bávaros venceram todos os seus 16 jogos na liga. Se bater sua ‘asa negra’, o Bayern iguala os 17 triunfos da Internazionale em 2006/07, melhor marca da história entre as cinco grandes ligas europeias. Para o ego, esse jogo vale muito.

Hull x Manchester City

Sábado, 9h45 (ESPN Brasil)

De “forte candidato a quatro títulos”, o Manchester City rapidamente caiu para “time que tenta salvar a temporada”. Tudo estava as mil maravilhas no lado azul de Manchester: recorde de gols, liderança da Premier League, futebol mais vistoso da Europa e boas chances de taça nas quatro frentes que disputava. Tudo ruiu em pouco tempo, com as eliminações na Copa da Inglaterra e, mais recentemente, na Liga dos Campeões, diante do Barcelona. É verdade que também há pouco a equipe levou o título da Copa da Liga Inglesa, mas a verdade é que a competição tem pouquíssima importância, e terminar a temporada só com essa taça seria uma grande decepção para os hoje exigentes torcedores do City. Na quarta colocação, a nove pontos do líder Chelsea, os Citizens podem comemorar o fato de terem três jogos a menos que os Blues, mas precisarão colocar em prática com perfeição essa “vantagem”. Se quiser mais que uma Copa da Liga Inglesa, não há espaço para desperdício de pontos. Começar essa arrancada final com uma vitória logo após a saída da Champions é uma ótima maneira de mostrar que ainda está bem vivo no Inglesão.

Lyon x Monaco

Domingo, 13h (ESPN Brasil)

Claudio Ranieri tem em mãos uma tarefa muito difícil, mas que precisa nortear o Monaco até o final da temporada: impedir que o Paris Saint-Germain leve o bicampeonato. Os parisienses já estão oito pontos à frente do time do Principado, que é o único que ainda tem chances de desafiar a segunda conquista seguida do clube da capital. Perder Radamel Falcao García, maior expoente do poderio financeiro do novo milionário, no meio do caminho certamente não ajudou em nada no desafio, mas a equipe já mostrou ter qualidade para fazer bons jogos mesmo sem o colombiano, o que a segunda colocação no campeonato deixa óbvio.

Contra o Lyon, que luta para encontrar um espaço entre os primeiros colocados e está atualmente no quinto lugar, a três pontos do quarto, Saint-Étienne, os monegascos deverão ter um jogo bastante disputado. Como PSG e Saint-Étienne se enfrentam, para os gones esta rodada é daquelas em que não podem deixar de pontuar, especialmente levando em conta que eles serão os mandantes. Tudo isso é um ótimo ingrediente para um grande jogo no Estádio de Gerland.

O reencontro

Vitesse x PSV Eindhoven

Sábado, 14h45

Lá no primeiro turno, quando Lucas Piazon e o Vitesse chamavam bastante atenção pela vitória sobre o Ajax e a sequência de triunfos que os colocaram na liderança da Eredivisie, a equipe aurinegra passeou contra o PSV Eindhoven em pleno Philips Stadion, com grande atuação do brasileiro, autor de um gol e duas assistências. O resultado surpreendeu mais pela vantagem larga que pelo momento do time, que era ótimo. Sim, até agora o Vitesse não teve uma queda vertiginosa de rendimento, mas ficou um pouco mais irregular e permitiu ao Ajax abrir seis pontos na liderança. Neste reencontro com o PSV, o time espera mais um resultado positivo, mas agora sem irregularidade a seguir. Será o único jeito de tirar o time de Amsterdã lá da ponta.

O cara

Carlos Tevez

Genoa x Juventus
Domingo, 16h35 (Fox Sports)

Tevez, da Juventus

A Argentina (quase) toda quer Carlos Tevez na Copa do Mundo, menos Alejandro Sabella. E enquanto o técnico não dá a chance ao atacante, ele segue infernizando as defesas italianas na Serie A. Ajudado pela lesão que tirou Giuseppe Rossi dos gramados, Carlitos já é o artilheiro da competição, decidindo jogos com golaços, como nos clássicos contra Milan e Torino. Contra o Genoa, 10º colocado, Tevez terá mais uma chance de impressionar e fazer a mídia argentina bombardear as manchester com seu nome. Se depender apenas de sua raça em campo, é provável que consiga.

O brasileiro

Kaká

Milan x Parma
Domingo, 10h55 (Fox Sports)

Ninguém achava que o Milan fazia temporada sequer razoável, mas perder por 4 a 1 para o Atlético de Madrid e dar adeus à Liga dos Campeões não deixou de ser um choque. “Esse não é o meu Milan”, definiu Nesta. Esse é o sentimento dos rossoneri, e Kaká, autor do único gol dos italianos nos dois confrontos contra os espanhóis, é um dos que maior responsabilidade carregará até o final da temporada para tentar recompensar seus torcedores. Como mais experiente e com um passado de ídolo, o brasileiro será essencial para uma eventual recuperação neste reta final de Serie A. Contra o Parma, diante do San Siro, seria ótimo começar com o pé direito.

Passe longe

Hertha Berlim x Hannover
Sábado, 11h30

Há duas rodadas, o Hertha Berlim conseguiu empatar com o Freiburg, que perdeu quatro de seus últimos seis jogos e não teve um triunfo sequer neste período. Some isso ao fato de que a equipe da capital pega o Hannover, que não vence há cinco jogos, incluindo aí três revezes, e você tem uma partida para não assistir.