Com a taça nas mãos do Manchester City há meses, os debates sobre a Premier League ganharam novos focos. E um dos principais deles se centrava quanto às premiações individuais. Quem seria eleito o melhor do campeonato? Kevin de Bruyne passou a maior parte do tempo como escolha óbvia, mas nos últimos meses Mohamed Salah mudou o cenário. Passou a empilhar gols e atuações fantásticas. Em novembro, fevereiro e março, foi eleito o jogador do mês pela organização da Premier League, trinca inédita em uma mesma temporada. Mais do que isso, soma 31 gols, igualando recorde da competição desde 1992/93. Fatos que pesaram na eleição da Professional Footballers’ Association (PFA). Em votação realizada entre os jogadores profissionais da Inglaterra, levou a melhor sobre De Bruyne e recebeu a honraria neste domingo.

Salah é o sétimo jogador do Liverpool a ser condecorado na premiação, instituída em 1973/74. Segue os passos de Terry McDermott, Kenny Dalglish, Ian Rush, John Barnes, Steven Gerrard e Luis Suárez. Além disso, é apenas o segundo africano a receber a taça, após Riyad Mahrez. Sem dúvidas, o deslumbramento individual e o número notável de gols acaba valorizando a temporada do Faraó diante de seus colegas de profissão. E, considerando que a votação foi realizada nas últimas semanas, é de se imaginar que as atuações pela Liga dos Campeões, sobretudo no confronto direto com De Bruyne nas quartas de final, tenham influenciado os eleitores.

O reconhecimento a Salah não quer dizer que De Bruyne ficará de mãos abanando. Apesar da tradição do prêmio da PFA, há outras condecorações ao melhor jogador do Campeonato Inglês. A principal “concorrente” é justamente a entregue pela organização da Premier League. E enquanto os jogadores profissionais costumam agraciar os artilheiros, os protagonistas dos times campeões são priorizados no troféu oficial. O Manchester City, por exemplo, nunca ganhou a eleição da PFA. Em compensação, possui um vencedor da honraria da Premier League: em 2011/12, o capitão Vincent Kompany recebeu o prêmio, apesar de ter sido preterido por Robin van Persie na PFA.

Além do principal troféu a Salah, a PFA também anunciou Leroy Sané como o melhor jovem da Premier League. Já o time ideal, divulgado anteriormente, é formado por: David de Gea, Kyle Walker, Jan Vertonghen, Nicolás Otamendi e Marcos Alonso; David Silva, Kevin de Bruyne e Christian Eriksen; Sergio Agüero, Harry Kane e Mohamed Salah.