Mohamed Salah chegou para ser uma opção no banco do Chelsea. O ponta, de 21 ano, tinha feito quatro jogos pelo Chelsea, mas contra o Stoke, neste sábado, pela primeira vez foi titular. A excelente atuação do jogador, com um gol e uma assistência, parecem o colocar em posição de entrar em campo mais vezes nesse farto elenco do time azul de Londres. Mais do que isso tudo, o importante foi que ele ajudou o Chelsea a vencer por 3 a 0, mantendo a disputa pela liderança da Premier League acirrada.

>>> Dez maneiras que Chelsea x PSG deveriam decidir a vaga na Liga dos Campeões

Salah se beneficiou do rodízio que o técnico José Mourinho promoveu e formou a linha ofensiva de três meias com Schürrle e Wiillian. Fernando Torres foi o homem de frente. Já tinha marcado um gol, mas desta vez não só marcou, como ainda sofreu o pênalti que gerou o segundo gol, marcado por Lampard. No terceiro gol, é Salah quem passa para Willian marcar, em um chute bem colocado.

Dos jogadores de frente, foi quem mais perticipou do jogo, com 74 toques na bola. No total, ficou atrás apenas de Azpilicueta e Matic. Canhoto, habilidoso e criativo, Salah mostra, desde os tempos de Basel e na seleção egípcia, que é um jogador promissor. Até aqui no Chelsea, essas impressões vão se confirmando. Mourinho tem uma boa opção por ali quando quiser.

No meio da semana, ele não pode jogar contra o PSG, porque já atuou pelo Basel na Liga dos Campeões. Estará descansado para o desafio do próximo fim de semana.

>>>> Lembre como foi o primeiro jogo entre PSG e Chelsea