Tentando manter seu balanço financeiro estável, o Olympique de Marseille confirmou que tentará negociar alguns de seus principais jogadores até o fechamento da janela de transferências. Segundo o presidente Vincent Labrune, a ordem foi transmitida pelos próprios acionistas do clube, em consequência ao desempenho ruim na última temporada.

“Pelas próximas três semanas nosso objetivo é bastante claro: precisamos vender jogadores. Esta é uma instrução dos acionistas majoritários. Nós estamos tentando reduzir a folha salarial. A prioridade desde maio é economizar dinheiro, após terminarmos a Ligue 1 na 10ª colocação e não nos qualificarmos para a Liga dos Campeões”, disse à revista France Football.

Labrune admitiu que o clube está satisfeito com a venda de Alou Diarra e aproveitou para abrir as portas para outras estrelas que tiverem boas ofertas: “No contexto atual e considerando o mercado, todos estão felizes – Diarra, West Ham e nós. Inicialmente, nós não tínhamos a previsão de vendê-lo. Ainda temos mais três atletas que decidimos negociar: Cezar Azpilicueta, Stéphane Mbia e um atacante, entre Loic Rémy e André Ayew”.

Além de arrecadar € 2,5 milhões pela venda de Diarra, o Marseille dispensou quatro jogadores ao final da temporada. Entre os negociáveis, Azpilicueta é quem está mais próximo de ser vendido, especulado pelo Chelsea. Já Rémy tem seu nome ligado a Arsenal, Newcastle e Liverpool.