Lorenzo Sanz, ex-presidente do Real Madrid, entregou ao Parma um cheque de cerca de € 20 milhões, e deve, nas próximas horas, ser declarado como o primeiro não-italiano a ser dono de uma equipe da Serie A.

Segundo dirigentes da equipe, só falta o cheque ser descontado para Sanz, que foi presidente do Real Madrid entre 95 e 2000, ser oficialmente o dono da equipe. Ele já havia feito um primeiro pagamento de € 7 milhões e meio.

Em Madrid, Sanz foi bem sucedido, conquistando a liga espanhola em 97 e a Liga dos Campeões em 1998 e em 2000 – uma a mais, por exemplo, do que o badalado Florentino Pérez. Em Parma, ele terá que reerguer uma equipe que, com base na riqueza da família Tanzi, dona da Parmalat, chegou a ameaçar os grandes italianos mas que, com a quebra da empresa de laticínios, vem passando por maus bocados.