O zagueiro Paolo Cannavaro, 36 anos, fez, neste sábado, no empate por 1 a 1 com a Roma, a última partida da sua longa carreira de jogador profissional. O anúncio já havia sido feito. O agora ex-jogador do Sassuolo irá para a China ser auxiliar do seu irmão Fabio, treinador do Guangzhou Evergrande.

LEIA MAIS: Na 19ª tentativa, o Benevento enfim venceu o seu primeiro jogo no Campeonato Italiano

Deixa para trás uma carreira que começou ainda no século passado, com o Napoli. Passou sete anos entre o Parma e o Verona, antes de retornar ao San Paolo, onde ficou de 2006 a 2014. Seu último clube foi o Sassuolo. Chegou em janeiro e ajudou o caçula a evitar o rebaixamento na sua primeira temporada na elite.

“O momento mais bonito da minha carreira foi permanecer na primeira divisão quando cheguei. Evitar o rebaixamento a um jogo do fim não foi fácil”, disse Cannavaro, que, por mais que seja mais identificado com o Napoli, ganhou uma bela homenagem do Sassuolo.