A chuva de críticas em cima do trabalho de Jürgen Klinsmann torna-se mais forte a cada dia. Desta vez, o Schalke 04 engrossou hoje a artilharia contra o técnico da seleção, acusado de não dar ouvidos para os clubes.

Rudi Assauer, manager dos Azuis Reais, criticou a pouca atenção dada por Klinsmann aos treinadores dos times alemães. “Em vez de tirar um tempo para ver como trabalha este ou aquele técnico, ele já foi para os Estados Unidos”, disse.

O dirigente acrescentou: “Se a colaboração entre o técnico da seleção e os treinadores de clube não funcionar melhor, pode-se afirmar que a Copa será muito difícil para a Alemannha”.

Já Ralf Rangnick, técnico do Schalke, foi mais duro. “Pensei que a escolha de Klinsmann seria uma boa coisa. Mas em vista do que se passou nos últimos doze dias, estou bastante cético”.

Rangnick comentou sobre uma conversa que teve com o treinador do Nationalelf. “Passei um bom tempo para lhe fazer um balanço do estado físico dos meus jogadores. Disse que alguns dos meus jogadores, como Fabian Ernst e Kevin Kuranyi precisavam de uma semana de repouso total”. Porém, os dois foram convocados para os amistosos contra Turquia e China.