Após a derrota para a Inglaterra, no sábado, a Argentina encontrou dificuldades para derrotar o Qatar por 3 a 0 nesta quarta. O placar pode deixar a imagem de que foi uma partida simples, mas os visitantes só abriram o placar na metade do segundo tempo.

Os qatarianos se fecharam na defesa e esta retranca dificultou a vida dos argentinos. Exceto pelas arrancadas de Messi pela direita, os sul-americanos demonstraram pouca vontade de furar a zaga rival. Riquelme teve pouca mobilidade pelo meio, sem o mesmo ritmo apresentado em outras partidas. Fora uma cabeçada do estreante Bilos aos 12 minutos, o primeiro tempo se arrastou, com um baixo nível técnico.

No segundo tempo, a Argentina finalmente acordou e passou a envolver os adversários, nitidamente em condições físicas inferiores. Aos 25, Riquelme fez o primeiro em chute de direita, mas contou com a ajuda do goleiro. Os outros dois gols saíram logo em seguida: Riquelme passou para Cruz marcar aos 27, e Ayala, de cabeça, ampliou um minuto depois, em nova falha da defesa.