Luka Modric (esq.) comemora o gol de Cristiano Ronaldo: seu 14º na Liga dos Campeões na temporada (AP Photo/Andres Kudacki)

Real Madrid nem precisou jogar tudo que sabe e já praticamente eliminou o Dortmund

O Borussia Dortmund vice-campeão europeu, que eliminou o Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu na semifinal da Liga dos Campeões da temporada passada não existe mais. O Real Madrid atual é um time devastador, que tem um ataque que não costuma deixar barato. Nesta quarta-feira, a diferente entre os dois times ficou evidente. O time espanhol passou longe de ter uma das suas melhores atuações, e mesmo assim venceu por confortáveis 3 a 0. Confortáveis mesmo, o time podia até se esforçar um pouco mais para fazer um placar mais elástico se quisesse.

A defesa do Dortmund, desfalcada, não teve condições de acompanhar o trio Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo. O lateral esquerdo Durm, que substituiu Schmelzer, machucado, não achou os adversários. O lateral direito titular jogou, mas Piszczek teve atuação bastante fraca. Na frente, Mkhitaryan pouco tocou na bola, enquanto Marco Reus tentou criar algum perigo, em vão. Aubameyang, que jogou como referência no ataque, foi nulo.

Não que tudo tenha sido flores para o Real Madrid. O time tomou um contra-ataque quando já vencia por 2 a 0, uma falha que poderia ter mudado o jogo, mas Aubameyang perdeu a chance. No mais, o placar poderia facilmente ter sido 4, 5, até 6 a 0 para o Real Madrid. Foi um jogo bastante fácil. O tempo todo o Real Madrid controlou a partida e pareceu nem se esforçar ao máximo para isso. Pelo contrário, o time pareceu jogar em velocidade de cruzeiro, o no piloto automático.

Sem Di María, machucado, o Real Madrid nem sentiu falta. Os gols de Bale, Isco e Cristiano Ronaldo levaram um time a uma vitória que dá uma vantagem enorme aos espanhóis. É difícil imaginar que o Borussia Dortmund consiga ter de onde tirar forças para reverter um resultado tão complicado. É quase certo que o Real Madrid estará nas semifinais. O jogo de volta, na Alemanha, deve ser só uma formalidade. Ou uma forma de Cristiano Ronaldo bater mais alguns recordes.

Formações iniciais

Real Madrid x Borussia Dortmund

Destaque do jogo

Weidenfeller fez algumas boas defesas que impediram o Dortmund de tomar ainda mais gols. O jogo poderia ter acabado em uma goleada, mas o goleiro alemão foi bem ao impedir isso.

Momento-chave

Em um contra-ataque no início do segundo tempo, o Dortmund ficou no mano a mano com a defesa do Real Madrid e Aubameyang teve a chance de diminuir o placar. Chutou mal. Àquela altura, um gol colocaria fogo no jogo, que estava bem aberto. A perda, seguida do gol de Cristiano Ronaldo, matou o jogo – e possivelmente o confronto.

Os gols

3’/1T: GOL DO REAL MADRID! Bale recebeu na área e tocou de leve para marcar 1 a 0 para o Real Madrid logo no início do jogo.

27’/1T: GOL DO REAL MADRID! Isco, de fora da área, acertou um chute rasteiro, no canto, indefensável, e aumentou a vantagem do time da casa.

12’/2T: GOL DO REAL MADRID! Cristiano Ronaldo recebeu de Modric e, dentro da área, teve calma para tocar tranquilamente para o fundo da rede.

Curiosidade

Cristiano Ronaldo marcou o seu 14º gol na Liga dos Campeões nesta temporada, igualando o recorde de Lionel Messi e do brasileiro Altafini, conhecido por aqui como Mazola, que marcaram também 14 vezes em uma só edição. O português tem tudo para bater essa marca, talvez já no próximo jogo.

Ficha técnica

Real Madrid 3×0 Borussia Dortmund

Real Madrid_escudoReal Madrid
Iker Casillas; Dany Carvajal, Pepe, Sergio Ramos e Fabio Coentrão; Xabi Alonso, Luka Modric e Isco (Asier Illarramendi, 27’/2T); Gareth Bale, Karim Benzema (Álvaro Morata, 30’/2T) e Cristiano Ronaldo (Casemiro, 34’/2T). Técnico: Carlo Ancelotti

Borussia Dortmund_escudoBorussia Dortmund
Roman Weidenfeller; Lukasz Piszczek (Julian Schieber, 22’/2T), Sokratis, Mats Hummels e Erik Durm; Sebastian Kehl (Milos Jojic, 29’/2T) e Nuri Sahín; Marco Reus, Henrikh Mkhitaryan (Jonas Hofmann, 19’/1T) e Kevin Grosskreutz; Pierre-Emerick Aubameyang. Técnico: Jürgen Klopp

Local: Estádio Santiago Bernabéu, em Madri (ESP)
Árbitro: Mark Clattenburg (ING)
Gols: Bale, 3’/1T, Isco, 27’/1T, Cristiano Ronaldo (Real Madrid)
Cartões amarelos: Kehl, Reus, Grosskreutz (Borussia Dortmund)
Cartões vermelhos: nenhum