Você já deve ter visto muitos belos gols contra em sua vida. Quase sempre, eles são frutos da infelicidade individual de um jogador que acaba “pegando bem na bola”, quando deveria fazer o simples e afastar o perigo com um chutão. No máximo, o coitado conta com a colaboração do goleiro. Mas fica difícil defender os jogadores do Paide Linnameeskond, que anotaram nesta semana o gol contra mais coletivo de todos os tempos.

O oitavo colocado do Campeonato Estoniano visitava o Levadia Tallinn pelas oitavas de final da Copa da Estônia. Começou a partida administrando o jogo, trocando passes. Foram seis passes, até que o goleiro cochilasse e o lateral Martin Kase mandasse a bola no canto, longe do alcance. Os anfitriões sequer relaram na bola, mas já tinham aberto o placar com 15 segundos. A bizarrice, é claro, culminou na eliminação do Paide Linnameeskond com a derrota por 3 a 1. E deu ao mundo do futebol um gol contra raro, que merece os aplausos por tamanha incompetência.