O atacante Hulk marcou mais um golaço na China, desta vez no jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões da Ásia. O resultado do seu time, porém, não foi grande coisa. O Shanghai SIPG empatou por 1 a 1 com o Urawa Reds, um dos mais fortes times japoneses atuais, no jogo de ida da semifinal da competição. Com isso, o time precisará marcar ao menos um gol para ter chance de avançar no jogo de volta, no dia 18 de outubro.

LEIA TAMBÉM: Tevez detona jogadores chineses: “Nem em 50 anos serão capazes de competir”

Hulk vive uma grande temporada. Aos 31 anos, ele já fez 35 jogos e marcou 23 gols. Na Liga dos Campeões da Ásia, são oito gols em nove jogos, além de seis assistências. É, de longe, o principal nome do time que tenta quebrar a hegemonia do Guangzhou Evergrande no Campeonato Chinês. Depois de 26 rodadas, o time é o segundo colocado, com 54 pontos, quatro atrás do Guangzhou Evergrande de Felipão, Ricardo Goulart e Alan.

Na Liga dos Campeões, como mostramos aqui, o Shanghai SIPG eliminou o próprio Guangzhou Evergrande nas quartas de final em um duelo emocionante, que contou com a participação decisiva de Hulk, com um gol de falta. Nos pênaltis, o time levou a vaga.

Nesta quarta-feira pela manhã, no horário de Brasília, o Shanghai SIPG recebeu o Urawa Red Diamonds no jogo de ida e acabou ficando no 1 a 1. Abriu o placar com Hulk, aos 15 minutos do primeiro tempo, mas sofreu o empate aos 28, ainda na primeira etapa.

Sabendo que Hulk era o principal jogador do time chinês, o Urawa fez o possível para minimizar as ações do brasileiro. Tomoaki Makino fez o papel de marcador implacável do camisa 10 chinês. Não conseguiu evitar o gol, é verdade, mas impediu um estrago maior. O japonês cometeu cinco faltas no jogo, todas sobre o brasileiro.

Sem espaço para Hulk, as outras estrelas do Shanghai SPIG não conseguiram brilhar. Oscar e Elkesson, outros dois brasileiros do elenco, não conseguiram criar tantos problemas. Oscar ainda chegou a acertar uma bola na trave, em cobrança de falta. O técnico do time, o português André Villas-Boas, se disse decepcionado pelo resultado.

“Eu espero que nossos jogadores possam se recuperar antes da próxima rodada. Nós não temos um elenco completo por um bom tempo. Ainda está aberto. É claro, eles conseguiram um gol fora de casa e eu espero que possamos marcar lá para igualar isso”, analisou.

“Peço desculpas por decepcionar vocês sem mais gols”, disse o técnico. “Nós tivemos 21 chutes a gol e nós deveríamos ter marcado mais gols. Mas nós falhamos em fazer isso. Contudo, nós vencemos por 4 a 0 contra o Guangzhou Evergrande no jogo de ida e perdemos a volta por 5 a 1. Então, o resultado está muito aberto. Nós faremos o nosso melhor na próxima partida”, continuou.

Hulk marcou gols em todos os jogos que disputou nesta Liga dos Campeões da Ásia. O seu time precisará que ele mantenha essa grande fase para poder seguir na disputa do título e buscando o sonho de ficar com a taça continental.

No outro duelo, quem se deu bem foi o Al Hilal, da Arábia Saudita. Na terça-feira, o time venceu com goleada o Persépolis, do Irã, por 4 a 0. Dada a tensão entre os dois países, o jogo de ida, com mando dos sauditas, foi disputado em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.

Jogará a partida de volta ainda no dia 17 de outubro para consolidar a vaga na final. DA vantagem é enorme, mas como aconteceu uma surpresa no jogo entre Shanghai SIPG contra o Guangzhou Evergrande, tudo é possível. A partida de volta será em Mascate, em Omã, também pelo conflito.