A Turquia venceu, mas não levou. Apesar de ganhar em casa por 4 a 2 da Suíça na repescagem, os turcos estão eliminados da Copa. As esperanças permaneceram vivas até os instantes finais da partida, mas faltou um gol para os donos da casa tentarem repetir o feito de 2002, quando terminaram em terceiro no Mundial.

Na ida, no sábado, os suíços haviam vencido por 2 a 0. Nem bem a partida começou e a Suíça ampliou sua vantagem. Aos 40 segundos, Alpay tocou a mão na bola dentro da área. Frei cobrou e marcou. Os donos da casa, agora, eram obrigados a marcar quatro gols se quisessem garantir a vaga na Copa.

Os turcos foram para a frente e passaram a sufocar os suíços. Após algumas tentativas frustradas pela afobação, a Turquia colocou os nervos no lugar e chegou ao empate. Aos 23, Tuncay empatou de cabeça após cobrança de falta da esqeurda. Ele mesmo ampliou 13 minutos depois, ao completar cabeçada de Sukur em outra bola alçada na área pelo mesmo lado.

Na segunda etapa, a Turquia chegou ao terceiro graças a um pênalti duvidoso logo aos cinco minutos. Necati converteu a cobrança e deixou os donos da casa a um gol da Copa. Aos 19, Frei perdeu uma chance incrível ao chutar por cima. A Suíça passou a assustar e criar algumas chances perigosas.

Com o relógio contra, a Turquia se lançou ao ataque de vez em busca do gol da classificação. Porém, a equipe se expunha demais aos contra-ataques. Em um deles, Streller saiu na cara de Volkan e marcou o segundo gol dos visitantes aos 39. Ainda houve tempo para Tuncay marcar de novo, aos 43. Porém, era tarde demais. A Suíça perdeu, mas garantiu sua presença no Mundial.