Faltavam poucos segundos para acabar a partida quando Harris Seferovic marcou o gol que deu a vitória aos suíços contra os equatorianos, por 2 a 1. Mas a festa no Mané Garrincha era só o início das comemorações dos europeus, que tomou dimensões curiosas na noite deste domingo no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília.

LEIA MAIS: Problemas de organização e falta de planejamento causam filas em Brasília

Alguns deles eram até comportados, como um grupo que jogava cartas na praça de alimentação enquanto o resto dos presentes assistia Argentina e Bósnia. Além disso, também haviam alguns que levavam lembranças dos adversários deste domingo.

Só que foi apenas descer da praça de alimentação para ver que um grupo estava realmente empolgado. E quatro suíços pegaram uma bandeira gigante do país – que fez sua primeira aparição no dia após o gol de Seferovic – e passavam com ela por cima das pessoas, cantando e festejando a vitória, além dos gritos de “Obrigado, Brasília” em um português bem enrolado.

Entre os portões de embarque, a festa já era um pouco mais tímida, mas o vermelho e os cantos apareciam, principalmente quando alguém colocava uma câmera para funcionar, como fiz em determinado momento.

Um aeroporto virar um estádio é algo sensacional. E este clima de Copa do Mundo é incrível. Ainda bem que ela realmente está acontecendo, amigos.