A presença britânica no Afeganistão está terminando. Até o fim de 2014, os seis mil homens e mulheres que ainda estão no país invadido em 2001 vão voltar para o Reino Unido. O primeiro-ministro David Cameron já declarou que a missão das tropas está cumprida. E que forma melhor de comemorar tudo isso do que com uma partida de futebol?

Essa é a ideia de Michael Owen, um embaixador da Associação de Futebol da Inglaterra. Em Helmand, província ao sul do país, para anunciar uma iniciativa da FA para desenvolver o futebol afegão, o ex-jogador sugeriu um amistoso entre Inglaterra e Afeganistão, em Wembley. ”Seria fantástico”, disse em entrevista ao Daily Mirror. “Seria ótimo para marcar o fim do conflito com um jogo. Seria uma partida com casa lotada em Wembley”.

O próprio David Cameron gostou da ideia. “Podemos discutir isso no futuro. Se você pensar, de 2001 a 2014, é uma operação muito longa e, como nação, precisaremos pensar em como marcar o fim dela. Tenho certeza que haverá muitos eventos nacionais, mas a ideia de um deles ser um jogo de futebol é boa. O futebol tem uma habilidade imensa de juntar as pessoas, unir o país”.

Seria a primeira vez que a Inglaterra enfrentaria a sua ex-colônia no futebol e, se os dois lados precisam de um palco para celebrar, após 13 anos de guerra, uma partida de futebol é o mais adequado possível.