Até 2012, Hernanes era visto como um nome muito provável para a Copa do Mundo de 2014, até mesmo como titular. Sua chegada à Lazio, em 2010, foi bastante natural, e já em sua primeira temporada o brasileiro se destacava pelo time romano. Apesar da estabilidade nos anos iniciais, o jogador não vive hoje seu melhor momento. Neste domingo, contra a Udinese, no entanto, Hernanes saiu do banco para marcar um golaço que deu à Lazio a vitória de virada por 3 a 2. O atleta mostrou que ainda tem a qualidade que mostrou no São Paulo e em seus primeiros anos no próprio time italiano, mas enfrenta forte disputa por um lugar no Mundial.

Em 2010/11, Hernanes terminou o Campeonato Italiano com 36 jogos disputados, 11 gols marcados e seis assistências, ótimos números para um estreante. Em 2011/12, terminou com 31 partidas, oito gols e três assistências; em 2012/13, um leve aumento, chegando a 34 jogos, 11 tentos e cinco assistências. Em relação às três primeiras temporadas, seus números na Serie A estão abaixo do que já mostrou: em 16 partidas, foram apenas três gols e três assistências. O declínio individual é resultado direto da queda de rendimento da Lazio como um todo, que, se na temporada passada levou a Copa da Itália e na retrasada terminou na quarta colocação do Italiano, nesta é apenas a nona colocada da Serie A.

Junto de sua queda de produção na Lazio, Hernanes vê a concorrência em sua posição crescer na seleção brasileira. Jogadores como Ramires, Paulinho e Luiz Gustavo cresceram e conquistaram seu espaço, e, do ano passado para cá, Lucas Leiva, do Liverpool, começou a superar seus problemas físicos e é outro bem cotado para ir à Copa – embora uma contusão recente o deixará de molho por aproximadamente dois meses. Correndo por fora, há ainda Fernandinho, que chegou ao Manchester City no meio do ano passado, tem tido desempenho fantástico e também reivindica seu espaço – pelo o que tem apresentado, seria mais que justo.

Por seu estilo de jogo, Hernanes ainda pode ser útil à seleção brasileira. Apesar dos inúmeros volantes à disposição de Felipão, o ex-são-paulino foi o substituto imediato de Paulinho na Copa das Confederações e, embora não faça sua melhor temporada pela Lazio, ainda tem crédito. Além disso, o golaço de fora da área contra a Udinese foi uma amostra do que o jogador pode fazer. Em uma partida em que o oponente se apresente bem fechado, dificultando a entrada na área, os chutes de longa distância do ex-são-paulino podem ser uma boa pedida. Além de tudo, a qualidade de seu passe e de sua condução de jogadas, levando a bola da defesa ao ataque, são bons recursos para se ter pelo menos no banco de reservas.

Vale a pena Felipão ficar de olho no meia até junho, mês de início da Copa do Mundo. Edy Reja, treinador da Lazio, falou à Sky Sport Italia após o jogo que “esse é o ‘Profeta’ que ele conhece”. Ninguém duvida da capacidade de Hernanes, e, se continuar a marcar golaços como o de hoje, tem tudo para confirmar sua vaga na seleção brasileira que disputa a Copa, apesar da forte concorrência.

Veja o golaço de Hernanes na vitória sobre a Udinese