Era natural que o Sporting tivesse dificuldades nesta quinta-feira. Os leoninos estavam longe de ser favoritos contra o Atlético de Madrid, no primeiro encontro pelas quartas de final da Liga Europa. Deu a lógica no Wanda Metropolitano: triunfo dos colchoneros por 2 a 0, apesar dos erros sportinguistas que facilitaram o resultado aos anfitriões. No entanto, ninguém poderia esperar a crise que se deflagrou no Estádio José Alvalade nesta sexta-feira. Como consequência, o presidente Bruno de Carvalho anunciou a suspensão de praticamente todos os jogadores do elenco profissional alviverde.

Tudo começou ainda na noite de quinta, nas redes sociais. Em seu perfil pessoal no Facebook, Bruno de Carvalho postou o famoso “textão”, com uma dura crítica aos jogadores. Reclamou da falta de concentração da defesa, apesar de elogiar a atitude geral da equipe. E citou, nominalmente, diversos atletas não se saíram bem na partida ou cometeram algum erro pontual – mais especificamente, Sebastián Coates, Jeremy Mathieu, Gelson Martins, Fábio Coentrão e Bas Dost. “Viver um jogo de longe custa muito mais, mas ver erros grosseiros de jogadores internacionais e experientes ainda acrescenta mais ao sofrimento”, escreveu. Obviamente, sua atitude pegou mal.

Segundo a imprensa portuguesa, os jogadores deram os primeiros sinais de insatisfação na noite de quinta. Mas esperaram a volta para Portugal, tentando o diálogo com o presidente nesta sexta. Não foram recebidos pelo dirigente e sequer treinaram – embora o clube negue estas informações. Assim, a resposta veio de maneira pública, também pelas redes sociais.

Em suas contas no Instagram, as lideranças do elenco se manifestaram. Rui Patrício, William Carvalho e Sebastián Coates foram os primeiros a publicar a mensagem. Trataram de deixar claro o espírito de luta e de união que permeia o grupo, dizendo que todos partilham responsabilidades e têm o respeito como uma de suas principais premissas. “Somos profissionais, somos humanos! A nossa integridade e o nosso compromisso são sagrados! Esforço, dedicação, devoção e glória sempre! Damos o máximo pelo Sporting Clube de Portugal, damos o máximo por nós próprios enquanto equipe, individualmente enquanto atletas. Lutamos pelo nosso clube, pelos nossos torcedores e por nós, sempre! Não há outra forma séria de estar no futebol profissional que não seja esta…”, ressaltaram.

Mas também escancararam a insatisfação com o presidente: “Em nome de todo o plantel, espelhamos neste texto o nosso desagrado, por vir a publico as declarações do nosso presidente, após o jogo de ontem, no qual obtivemos um resultado que não queríamos. A ausência de apoio, neste momento, daquele que deveria ser o nosso líder. Apontar o dedo para culpabilizar o desempenho dos atletas publicamente, quando a união de um grupo se rege pelo esforço conjunto, seja qual for a situação que estejamos a passar, todos os assuntos resolvem-se dentro do grupo”.

Em poucas horas, a mensagem se espalhou pelos perfis dos demais jogadores do Sporting. Então, em vez de resolver o assunto internamente, o que Bruno de Carvalho fez? Isso mesmo, postou outro textão no Facebook – inicialmente público, mas logo depois limitado apenas à visualização de amigos. Nesta segunda mensagem, o presidente afirmou que todos aqueles que republicassem a nota de repúdio estariam suspensos. “Já estou farto de atitudes de meninos mimados que não respeitam nada nem ninguém. Estas crianças mimadas julgam que vão longe, mas desta vez minha paciência se esgotou para quem acha que está acima do clube e de qualquer crítica. Começam com ‘somos Sporting’ e que ‘não existe um eu, mas um nós’, sendo que isso não passa de mera fantasia, pois na realidade não são. São profissionais rotativos e o que interessa não é o eu ou o nós. Só interessa o eles”, apontou.

Apesar de ocultar a mensagem, Bruno de Carvalho confirmou à imprensa portuguesa a suspensão dos atletas. Até o momento, 19 jogadores serão punidos: Rui Patrício, William Carvalho, Fábio Coentrão, Bruno Fernandes, Rodrigo Battaglia, Cristiano Piccini, João Palhinha, Sebastián Coates, Marcos Acuña, Gelson Martins, Daniel Podence, Bruno César, Wendell, Fredy Montero, Bryan Ruiz, Rúben Ribeiro, Stefan Ristovski, Seydou Doumbia e Rafael Leão. Sendo assim, dos jogadores com ao menos 20 jogos na temporada, apenas dois não integram a lista – Bas Dost e Mathieu, que justamente não são ativos nas redes sociais.

Terceiro colocado no Campeonato Português, a seis pontos do líder Benfica, o Sporting entra em campo neste domingo. Segundo Bruno de Carvalho, o time B será utilizado no duelo contra o Paços Ferreira no Estádio José Alvalade. E é ver qual será a postura do dirigente para a sequência da semana. O reencontro com o Atlético de Madrid acontece já na próxima quinta-feira. Por um desmando desses, a chance de fazer história nas competições continentais deve ser jogada no lixo. “Mimados”, neste caso, não parecem os jogadores.