Quando vemos um embate entre Real Madrid e Levante, ainda mais no estádio Santiago Bernabéu, a tendência é que os madridistas sejam amplos favoritos. É o normal, pelo histórico dos dois times. Desta vez, deu zebra. O Levante arrancou um empate contra o time dirigido por Zinedine Zidane, que teve vários desfalques, entre eles o craque Cristiano Ronaldo. O placar de 1 a 1 acabou resultado em insatisfação das arquibancadas, que demonstraram isso após o jogo. Foi o segundo empate consecutivo dos merengues no Campeonato Espanhol, depois de ficar no 2 a 2 com o Valencia.

LEIA TAMBÉM: Alemanha e França irão discutir fechar janela de transferências mais cedo; Espanha é contra

Zidane escolheu um time bastante modificado para atuar diante do Levante. Algo comum na última temporada, quando chegava a trocar nove dos 11 jogadores que iniciavam o jogo de uma partida a outra e distribuiu mais minutos entre o elenco. A estratégia foi considerada crucial para que o time chegasse ao final da temporada muito bem fisicamente.

Desta vez, não funcionou bem. Logo depois de uma data Fifa e com a estreia na Champions League na próxima semana, o técnico escolheu colocar em campo dois laterais esquerdos, com Theo Hernández na lateral e Marcelo na linha de frente. No meio-campo, Marcos Llorente foi titular no meio-campo, com Casemiro e Kovacic no banco de reservas. E faltou criatividade ao time, que sofria para criar. Marco Asensio, destaque recente do time, não conseguiu ter uma atuação no nível que vinha conseguindo em partidas anteriores.

Logo a 12 minutos, uma bobeira do Real Madrid permitiu um gol dos visitantes. Ivan López jogou um lateral longo na área, Ivi se antecipou e teve espaço para tentar duas finalizações para marcar o seu gol e abrir o placar. Os problemas do Real Madrid aumentaram aos 24 minutos. Karim Benzema sentiu lesão e teve que deixar o gramado. Zidane chamou Gareth Bale para entrar em campo. Aos 35 minutos, o Real Madrid empatou. Toni Kroos cobrou escanteio, Sergio Ramos cabeceou e o goleiro espalmou. Lucas Vazquez aproveitou e marcou no rebote.

Um dos pilares do time, Marcelo teve uma atuação ruim. Além de não ter conseguido render atuando mais à frente, ainda acabaria expulso no final do jogo, aos 44 minutos. Foi o resultado do que o time vinha fazendo no segundo tempo. O time do Real Madrid que tinha um funcionamento coletivo como um dos seus pontos fortes, podendo fazer suas estrelas brilharem em função da equipe, se viu em uma partida atípica.

Sem funcionar coletivamente, os jogadores partiram para a individualidade. Poderia ter dado certo, pelo talento que o time tem. Mas faltava um centroavante, falta também ter criatividade. Sem Luka Modric e Cristiano Ronaldo, o time sofreu. Isco entrou em campo na etapa final para tentar mudar o panorama. Não conseguiu.

Depois da estreia com vitória por 3 a 0 fora de casa, o Real Madrid emenda dois empates seguidos atuando no seu estádio. Algo que a torcida não gostou e mostrou a insatisfação ao final do jogo. Ao Levante, restou a comemoração de um ponto inesperado para um time que busca sobreviver ao descenso.