A Copa Libertadores de 2018 começa sem tanta repercussão. O pontapé inicial da primeira fase preliminar será dado oficialmente nesta segunda-feira, em jogos com pouco impacto, embora todos envolvam ao menos um clube tradicional em seu país – e até mesmo ex-campeões continentais. Três confrontos que inauguram a competição: Montevideo Wanderers x Olimpia, Macará x Deportivo Táchira, Oriente Petrolero x Universitario. Se quiserem disputar a fase de grupos, os vencedores destes duelos terão que passar por mais duas etapas classificatórias. E precisarão de um planejamento extenso se realmente almejam chegar longe no torneio.

Mesmo inchada, agora com 47 clubes, a Libertadores 2018 conta com raros estreantes. Serão apenas três novatos nesta edição: o venezuelano Monagas, além dos equatorianos Macará e Delfín. Ao todo, 210 equipes diferentes já sonharam com a taça desde a sua primeira edição, em 1960. Clubes que exploram a vastidão do continente e ajudam até mesmo a perceber alguns aspectos geográficos, como a ocupação das costas ou a influência das capitais em alguns países.

Abaixo, republicamos um mapa que criamos em 2015, atualizado, com todos os participantes da história da Libertadores – desde a “pré”. Localizamos os times do torneio, cada um identificado pelo estádio onde costuma mandar as suas partidas – não necessariamente o que disputou a copa. Na tabela à esquerda, é possível selecionar os clubes por país, ainda que venezuelanos e mexicanos estejam juntos por limitações da ferramenta. Para ver o estádio mais de perto, dá para aproximar a visão, o que também ajuda a distinguir escudos sobrepostos. Além disso, o quadrado no canto superior do mapa possibilita abri-lo na janela inteira do navegador.

O mapa permite a percepção de vários detalhes, desde a concentração de forças de um país até os cenários paradisíacos que circundam alguns estádios, ou a proximidade assustadora entre grandes rivais. Aproveite e viaje: