SALVADOR - Nos últimos dias, o carnaval de Salvador não foi responsabilidade de blocos de samba. Os holandeses, na cidade para ver a goleada da sua seleção para cima da Espanha, na última sexta-feira, trataram de organizar a festa e animá-la. Durante dois dias, levaram ainda mais alegria à cidade, especialmente no centro histórico, onde se reuniam para confraternizar e cantar pela a Holanda. Neste começo de Copa do Mundo, os holandeses despontam como fortes candidatos à torcida mais carismática do torneio e explicamos por quê em dez motivos:

LEIA MAIS: À festa da Holanda em Salvador, os espanhóis só assistem do lado de fora

Cantam e dançam

Os holandeses não pararam de cantar e nem de dançar. E o que deixa tudo muito mais engraçado é que eles não sabem fazer nenhuma dessas coisas direito, como podemos conferir no vídeo abaixo:

Cerveja é obrigatória

Tanta espontaneidade não vem de graça. Difícil foi encontrar um holandês sem uma latinha de cerveja nas mãos. Nada de excessos, ninguém se arrastando pelo chão, mas todos bebendo constantemente. E o horário pouco importa também: de manhã, de tarde e de noite, o que importa é molhar a garganta.

O legal é se fantasiar

A impressão é que nenhum holandês trouxe calça e camiseta na mala. A maioria deles saiu às ruas fantasiado de alguma coisa. Com sapatos de bico, óculos, chapéus, penas e praticamente tudo que eles conseguiram achar no armário antes de fazer a mala. Um grupo curioso, que também viajou junto para a África do Sul, estava vestido de aviadores. Por quê? “Nenhum motivo especial”, disse um dos aviadores. O importante, na verdade, é que tudo seja laranja.

Por que eles estão vestidos de aviadores? Porque quiseram

Por que eles estão vestidos de aviadores? Porque quiseram

As ruas de Salvador são deles

Foi uma passeata impressionante. Os holandeses saíram do Pelourinho, duas horas antes da partida, e tomaram conta das ruas de Salvador. Pararam o trânsito e transformaram o asfalto em um mar laranja, com direito a ônibus de som liderando a multidão. Depois da goleada contra a Espanha, mais uma vez os holandeses fizeram da capital baiana a sua Amsterdã particular.

Dormir é para os fracos

Marc Valkering, um torcedor do AZ de 48 anos, contou o roteiro dele para o dia anterior ao primeiro jogo da Holanda: beber no Pelourinho na manhã, assistir ao jogo do Brasil à tarde na Fan Fest e voltar ao Pelourinho “para mais festa”. E às 9h do dia seguinte já havia mais torcedores holandeses fazendo festa no centro histórico. Porque dormir não combina com Copa do Mundo.

MAIS SALVADOR: Salvador ainda não tem metrô: tem um ferrorama

Não quiseram sair do estádio

Acabou a goleada acachapante sobre a Espanha e nenhum holandês arredou pé do estádio. Ficaram por vários minutos cantando músicas, como Seven Nation Army – ignoramos o clichê -, e comemorando a vitória incrível da sua seleção. Foi um jogo tão especial que ninguém quis sair da Fonte Nova.

Fazem versões de músicas brasileiras

O consulado holandês em Salvador organizou uma baita festa para os turistas no Pelourinho, na manhã da última sexta-feira. Um DJ careca animava a festa tocando músicas conhecidas dos seus conterrâneos, mas também versões holandesas de músicas brasileiras, como “Mas Que Nada”, de Jorge Ben, e “Aquerela do Brasil”. Grande jeito de ganhar a simpatia dos brasileiros.

Vão para a Copa de carro

Um torcedor holandês chamado Ben Oude Kamphuis saiu de San Francisco, nos Estados Unidos, de carro, em janeiro, e viajou mais de 20 mil quilômetros para assistir à Copa do Mundo em um carro de 1955. E ainda aproveitou para mandar uma mensagem contra o racismo. Não dá para não gostar de um país que produz um tipo desse.

Ben levou o carro aos portões da Fonte Nova (Vagner Vargas/Portal Copa 2014)

Ben levou o carro aos portões da Fonte Nova (Vagner Vargas/Portal Copa 2014)

Transformam-se em figurinhas

Falamos das fantasias, mas essa é especial. Três torcedores levaram cartazes e se transformaram em figurinhas de Sneijder, Van Persie, Robben e outros nas arquibancadas da Arena Fonte Nova:

13 de junho - Fantasias mais criativas que essas? Difícil

Fantasias mais criativas que essas? Difícil

Entoam o hino nacional

Não é exclusividade dos holandeses, já vimos brasileiros e chilenos entoando o hino nacional com muita emoção nessa Copa do Mundo, mas os laranjinhas também colocam a mão no peito e soltam a garganta: