Touré Suarez

É praticamente impossível escolher só um como o craque desta Premier League

O título da Premier League tem tudo para ser disputado até os últimos instantes nesta temporada. Por mais que a liderança se alterne, Chelsea, Liverpool e Manchester City indicam ter forças suficientes para lutar pela taça nos dois meses que restam de competição. Entretanto, a briga pela liga não parece ser a mais acirrada da Inglaterra neste momento. Se os três clubes estão jogando muito, devem demais aos seus protagonistas. E é difícil apontar qual deles está jogando mais: Eden Hazard e, principalmente, Yaya Touré e Luis Suárez.

Hazard é o grande destaque do Chelsea, mas seu time não é tão dependente assim de seu talento. Tanto é que neste sábado, apesar da boa partida de Hazard nos 6 a 0 sobre o Arsenal, Andre Schürrle, Nemanja Matic e Oscar estiveram melhores do que ele pelos Blues. Um pouco mais tarde, Manchester City e Liverpool também golearam. E é impressionante como, mesmo com boas atuações coletivas, os dois parecem carregar seus times nas costas rumo ao título.

O solo de Yaya Touré aconteceu dentro do Estádio Etihad. O motor do City marcou os três primeiros gols na goleada por 5 a 0 sobre o Fulham. Os dois primeiros de pênalti, o terceiro em um chutaço de fora da área. Pela primeira vez na carreira, o marfinense registrou um hat-trick. E, mais do que isso, chegou a 16 gols na Premier League, artilheiro do time na competição. Conquista que, em uma análise seca, não dimensiona a importância do camisa 42 no time de Manuel Pellegrini, controlando o jogo no meio-campo e dando um vigor físico essencial.

Já Luis Suárez ajudou a mudar uma partida que se desenhava complicada para o Liverpool. Por duas vezes os Reds estiveram atrás no placar, mas graças à imensa contribuição do uruguaio, viraram para 6 a 3. O artilheiro da Premier League ajudou com três gols, totalizando 28 tentos, e ainda deu uma assistência para Daniel Sturridge, superando Rooney também como o melhor garçom do torneio, com 11 passes decisivos. Mesmo com o Liverpool tendo o melhor ataque da Inglaterra, Suárez é indispensável nele, participando diretamente de 46,3% dos gols do time. E isso porque se ausentou das cinco primeiras rodadas da competição, suspenso.

Luis Suárez contra Yaya Touré, um atacante letal contra um meio-campista cerebral. Estilos diferentes em que só os números não bastam para comparar. É também questão de gosto. Uma pena que a maioria das eleições de melhor jogador da Inglaterra se encerra semanas antes do fim do torneio, sem poder analisar as 38 rodadas como um todo. Neste momento, o que impera é uma grande interrogação envolvendo dois craques. Até o fim da campanha, pode ser que as atuações decisivas façam o time de um deslanchar mais do que o outro. E quem ganha é o campeonato como um todo, com dois jogadores de tanta grandeza.