São 32 seleções na Copa do Mundo de 2018. Ao todo, 736 jogadores. E um intercâmbio que se espalha ao redor do planeta. Não há limites para as representações. Um total de 130 clubes terão seus atletas presentes na competição. Além disso, estes se distribuem por 56 países diferentes. Globalização, que se reflete também entre os muitos naturalizados, que trocam de países ou põe no mapa nações que nem sequer sonhavam com o Mundial, mas terão um jogador para contar história.

Entre as ligas nacionais, ninguém vence a Inglaterra. Um total de 130 jogadores vêm de suas divisões nacionais, de 34 clubes diferentes – considerando também os dois galeses aí no meio. O Manchester City, por sua vez, é o clube mais comum entre os atletas, enviando 16 de seus funcionários, logo à frente de Real Madrid (15) e Barcelona (14) no quesito. Mas há também convocados de outros tantos cantos do mundo, da Eslováquia à África do Sul, passando pela Guatemala e pela China. Ainda assim, a concentração na Europa é evidente. Por lá é que o dinheiro gira, por lá é que ficam os melhores.

O Brasil se espalha pelo mapa. Somente três jogadores atuam nos clubes daqui, em duas agremiações diferentes. Curiosamente, os nossos times são mais fornecedores do pé de obra estrangeiro, com seis convocados pelos vizinhos sul-americanos. É raro ver uma seleção que concentre seus atletas no país. É uma primazia que fica com os poderosos, a Inglaterra sendo a única a manter os 23, ou nos campeonatos incipientes, como a Arábia Saudita, que até tentou mandar alguns destaques aos clubes espanhóis, em plano que naufragou.

Abaixo, trazemos três mapinhas diferentes com uma radiografia da Copa do Mundo, além de infográficos com dados compilados para os mapas. Servem para viajar e conhecer mais. O primeiro, produzido pela Trivela, distribui os jogadores pelo planeta conforme o clube onde atuam. Cada um está representado conforme o emblema da federação. Clicando no nome ou na localização, é possível ver uma ficha sobre cada um deles do lado esquerdo. O segundo, também de nossa autoria, mostra cada um dos clubes que teve atletas convocados. Já o terceiro, divulgado pela internet esta semana (e pedimos desculpas por não dar os devidos créditos, que não estão disponíveis), computa os lugares de nascimento. Os dois primeiros, tentaremos manter atualizados conforme os cortes de atletas. Abaixo, vale enfatizar algumas ‘instruções’ ao uso:

– Você pode ampliar o mapa clicando no quadrado em seu canto direito superior;
– Por uma questão de programação do Google, os pontos inseridos por último aparecem acima nas visões mais distantes do mapa;
– Se você não conseguir visualizar um clube ou um jogador, aproxime o mapa, que ele deve estar lá;
– Jogadores do mesmo clube ou da mesma cidade se sobrepõe, é preciso aproximar bastante para diferenciá-los;
– Os estádios são os usados atualmente pelos clubes;
– Alguns estádios possuem dois ou mais clubes representados, por questão de utilização;
– Se você tiver qualquer dúvida, sugestão ou descobrir um erro (acontece, apesar das revisões) é só dar um toque na caixa de comentários =)

Onde atua cada jogador convocado à Copa (com fichas)

Todos os clubes representados na Copa

O local de nascimento de todos os jogadores

Três infográficos com dados compilados nos mapas

Infogram