Os jogadores homossexuais tem muitas hesitações para assumirem suas orientações no contexto hiper-machista do futebol. Uma delas, das principais, é o medo de não ser mais aceito pelos colegas. Então, quando Landon Donovan, capitão do time e principal ídolo do futebol do país, acolhe Robbie Rogers, o coração do meia deve ter ficado em paz.

Donovan chamou os seus colegas de Los Angeles Galaxy, com uma mensagem no mural, para sair no sábado à noite. Obrigatório e proibido ir acompanhado pela esposa, namorada, amante ou namorado.

Foi um gesto simples de Donovan, mas a atenção e a consideração não escaparam de Rogers, que agradeceu pelo Twitter. “Obrigado por ter me incluído, Donovan”. Se o exemplo tem que vir de cima, Donovan fez a parte dele.