O Barcelona vive uma década dominante no Campeonato Espanhol. Desde 2008/09, ou seja, nos últimos 10 anos, o clube catalão é o principal time de La Liga, com sete títulos dos 10 possíveis. E o Barcelona divulgou um vídeo que lembra de cada uma dessas conquistas, culminando com a deste domingo, em Coruña.

LEIA TAMBÉM: Vitória dá título ao Barcelona, consagra eficiência com fator decisivo de Messi e rebaixa Deportivo

A temporada 2008/09 foi quando Pep Guardiola assumiu o comando do Barcelona, o que torna ainda mais simbólico. O treinador catalão assumiu depois da saída de Frank Rijkaard, que tinha conquistado a Champions League em 2005/06, mas que não conquistou mais títulos depois disso. Foram dois anos sem taças, vendo o Real Madrid conquistar a liga duas vezes. Pior ainda, o time já não rendia e a temporada 2007/08 terminou com o Villarreal em segundo lugar. O Barcelona ficou em terceiro.

Veio então Guardiola. Deixaram o clube dois dos grandes nomes do time, Ronaldinho, que foi para o Milan, e Deco, que foi para o Chelsea. Messi, uma estrela em ascensão, se tornou o principal nome do time. Deixou a camisa 19 e passou a vestir a camisa 10 justamente naquela temporada 2008/09. Chegou Thierry Henry, vindo do Arsenal. Xavi e Iniesta ganharam o protagonismo que nos acostumamos a ver. O estilo do Barcelona, de passes, se impôs como não acontecia antes.

Com Guardiola, o Barcelona conquistou três títulos espanhóis em quatro anos. O único ano que Guardiola esteve no comando do time e não ganhou a liga foi em 2011/12, quando perdeu para o Real Madrid de Mourinho. Foi quando Guardiola deixou o Barcelona e foi substituído por Tito Vilanova. O treinador, ex-assistente de Guardiola, não ficou muito tempo. Teve um problema de saúde e acabaria morrendo pouco tempo depois, em 2014, de um câncer.

Gerardo Martino seria escolhido como técnico para a temporada 2013/14 e a temporada não foi das melhores. A liga foi conquistada pelo Atlético de Madrid de Diego Simeone, com direito a celebrar a taça no Camp Nou, contra o Barcelona, na última rodada. O técnico deixou o cargo ao final da temporada. Soi substituído por Luis Enrique, que tinha comandado o Celta no ano anterior. Conquistou a tríplice coroa, com Copa do Rei, liga e Champions League. Foi o quinto título desta década. E viria o sexto, no ano seguinte, novamente com Luis Enrique.

Na temporada seguinte, Luis Enrique não conseguiria superar o Real Madrid de Zinedine Zidane e, ao final da temporada, deixou a equipe. Para esta temporada, foi contratado o técnico Ernesto Valverde, que veio do Athletic Bilbao. E o início de temporada difícil se tornou em uma temporada dominante, com a conquista do título com quatro jogos por realizar.

O Barcelona foi um dos clubes que mais gastou na Europa nesta temporada, com dois jogadores custando mais de € 100 milhões: Philippe Coutinho e Ousmane Dembélé. O primeiro chegou só na segunda metade da temporada. O segundo ficou machucado durante um bom tempo. Assim, o Barcelona campeão teve muito mais de outros jogadores como protagonistas. Paulinho foi muito importante na primeira metade da temporada, superando as desconfianças.

Nesta temporada, o poderoso Real Madrid de Zinedine Zidane, dominante na Champions League – atual bicampeão e forte candidato a ser tri – não conseguiu nem fazer cócegas na disputa pela taça de La Liga. O Barcelona esteve sempre em vantagem e deixou o Atlético de Madrid muito para trás desde o começo.

Um time bem armado defensivamente e com um craque decisivo como Lionel Messi no ataque. O time do Barcelona é simples e traz muita qualidade no ataque. E o seu camisa 10 falou sobre a conquista à TV Barça. “Estou muito feliz, com muita alegria por ter conseguido a liga. Sabemos que é difícil ganhar e é preciso valorizar e celebrar”, disse Messi. “Acredito que fomos muito superiores ao resto dos nossos rivais. Não perdemos nenhuma partida quase em nenhuma das competições disputadas. Perdemos um jogo na Copa do Rei e o jogo contra a Roma na Champions”.

“Sinto alegria, porque é uma competição muito longa que estávamos perseguindo desde que nos colocamos em primeiros. Por fim, pudemos dar um passo para sermos campeões”, afirmou o treinador Ernesto Valverde. “Nós temos sido os melhores, já que a nossa trajetória tem sido extraordinária”, continuou. “Estamos encantados, porque realizamos uma grande temporada. Não é um trabalho de um dia e sim de muitos dias e muitas partidas”. Com o título garantido, o técnico do Barcelona ainda tem um objetivo: “Nos encantaria terminar a competição sem perder e estabelecer um recorde”, afirmou o treinador. “Temos que a equipe se mantivesse sempre unida, especialmente nos momentos complicados”, explicou Valverde. “O difícil não é ganhar, o difícil é voltar a ganhar”.

A pergunta que fica agora é: será que o Barcelona de Valverde conseguirá manter a dominância na próxima temporada?