A décima parte da nossa saga no Instituto

[Uma Saga de FM] Capítulo 10: O mundo em 2015

A temporada 2015/16 seria a minha quinta à frente do Instituto de Córdoba. Na primeira fomos razoáveis, mas não conseguimos subir. Na segunda, subimos com sobras. Na terceira chegamos em oitavo no Apertura e fomos improváveis campeões do Clausura. Já na quarta temporada, encerramos o Apertura em quarto, o Clausura em oitavo e fomos campeões da Copa da Argentina. Esta era a nossa realidade. E a do resto do mundo futebolístico? Bom, vamos lá!

>>>> Perguntamos o que você queria saber ao produtor do FM 2014

Copa do Mundo de 2014: O Mundial do Brasil teve a Argentina como campeã e Portugal como vice. A Croácia ficou com o terceiro lugar e os donos da casa chegaram em quarto. O resultado fez a CBF demitir Mano Menezes e contratar Muricy Ramalho. Muricy que fez o seguinte…

Copa Libertadores: A final de 2011 entre Santos e Peñarol constava na base de dados do Football Manager. A de 2012 não e portanto foi da lógica do jogo que colocou não o Corinthians contra o Boca na decisão, mas sim Santos e São Paulo. Os santistas de Neymar e Muricy venceram.

Em 2013 o Santos de Muricy Ramalho foi de novo pra final, desta vez para enfrentar e vencer o Boca Juniors. Em 2014 o Santos foi de novo pra final… Mas o time, que ainda tinha Neymar, perdeu do Cruzeiro de Émerson Ávila e Wallyson. Já em 2015 o Cruzeiro garantiu o bi, vencendo o São Paulo.

Copa Sul-Americana: Na Sul-Americana o torneio de 2011, que na realidade foi vencido pela Universidad de Chile, ainda não constava. O FM fez o Palmeiras enfrentar e vencer o Estudiantes de La Plata graças a Luiz Felipe Scolari e Kléber Gladiador. Em 2012 o Palmeiras venceu de novo, desta vez batendo o Boca Juniors.  Em 2013, Felipão se aposentou e deu lugar a Diego Simeone no Palmeiras. O argentino comandou o Verdão a mais dois títulos da Sul-Americana, o de 2013 contra o Lanús e o de 2014 contra o Fluminense.

Campeonato Brasileiro: Como o jogo começou na metade de 2011, coube ao Football Manager determinar a simulação do Campeonato Brasileiro daquele ano. E deu Botafogo com Loco Abreu sendo artilheiro do torneio. Em 2012, o Cruzeiro levou o título. Em 2013, deu Palmeiras de Cholo Simeone e em 2014 o São Paulo de Milton Cruz (!!!). Pra finalizar, vale dizer que Neymar e Ganso ainda estão no Santos e que Lucas Moura segue no São Paulo.

Copa América: A de 2015 foi vencida pelo Uruguai, dirigido por Pablo Repetto. O Brasil de Muricy Ramalho foi vice-campeão.

Bom, aí entra de novo a minha história, já que a péssima campanha do Chile no torneio continental fez com que Cláudio Borghi fosse demitido e a Federação me oferecesse o cargo. Aceitei na hora!  Afinal, Bielsa fez a carreira dele na seleção Roja e eu faria também! Agora eu me dividiria entre seleção e Instituto.

De volta ao time de Córdoba, comecei a temporada com a chegada dos já mencionados reforços Facundo Ferreyra (centroavante), Restuccia (lateral), Múnua (zagueiro), Rosell (ala) e Carlo Luna (centroavante). Ao mesmo tempo promovi uma limpeza no elenco, me livrando e negociando jogadores que não renderam ou nunca mais renderiam. Saíram do time:

Alan Ruíz: Apesar de ter futuro, não fez uma boa temporada, começou com biquinho e recebeu proposta de 3,2 milhões de euros do Estrela Vermelha de Belgrado. Foi na hora.

>>>> 8 motivos que provam que o mundo virou um grande Football Manager

Bustos, Papa, Bevacqua, Merlo e Videla: Dispensados pela alta idade e parco desempenho.

Lagos e Medina: Dois ex-titulares foram vendidos ao Gimnasia.

Blanco e Gallardo: Receberam ofertas razoáveis e foram embora. O primeiro para o Argentinos Juniors por 140 mil e o segundo para o Jaguares, por 500 mil euros.

Decidi testar um novo esquema na pré-temporada. A ideia era manter o desenho, mas aprimorar a parte ofensiva, já que eu imaginava que Lizio e Luna poderiam jogar mais próximos e centralizados, abrindo assim uma vaga para um outro atacante de lado de campo. Assim, avancei um meia, transformei o volante em líbero e mantive o setor de frente. O desenho foi esse:

cap_10_02

Na pré-temporada escalei o time com 1.Lerda; 3.Defino, 15.Pavez e 4.Mauro dos Santos; 18.Ramírez, 10 Luna e 38.Mejía; 11.Lizio; 25.Barrera, 9.Facundo Ferreyra e 23.Capobianco.

Os resultados foram:

cap10_03

Por ora tivemos um desempenho bem mais ou menos, mas acho que é o preço para testar um esquema mais ofensivo. Vamos ver como fica no resto do Apertura. Com cinco rodadas disputadas estamos no meio da tabela, mas ninguém se desgarrou.

Vamos ver se melhoramos e se conseguimos ir além na Sul-Americana e na Libertadores!

As outras partes da nossa saga:

>>>> [Uma Saga de FM] Parte 1: a inspiração em Bielsa e escolha do time

>>>> [Uma Saga de FM] Capítulo 2: Contratações

>>>> [Uma saga de FM] Capítulo 3: Avanço e balanço da primeira temporada

>>>> [Uma Saga de FM] Capítulo 4: Para embalar!

>>>> [Uma Saga de FM] Capítulo 5: Um imbatível Instituto!

>>>> [Uma Saga de FM] Capítulo 6: A primeira impressão

>>>> [Uma Saga de FM] Capítulo 7: Reticências apenas

>>>> [Uma Saga de FM] Capítulo 8: A realidade

>>>> [Uma Saga de FM] Capítulo 9: Adelante!