Para seguir todos os capítulos da série “Uma Saga de FM”, clique aqui.

Junho chegou e com ele a virada para a temporada 2013/14. Agora éramos um time de primeira divisão e por isso precisávamos qualificar o elenco. Felizmente os reforços já estavam acertados conosco desde o meio do ano, quando os contratos com as equipes anteriores se encerravam. Vamos às apresentações:

Diego Lagos: Opa! Um velho conhecido nosso agora está em definitivo no clube. Sem contrato, Lagos chegou de graça para ficar na agremiação em que foi artilheiro por duas temporadas seguidas.

Nicolás Ramírez: Ramírez tinha ótima avaliação dos meus olheiros e chega do Lanús ganhando um dos maiores salários do elenco. A posição dele é meia aberto pela direita, mas imagino que ele possa também atuar como atacante de lado de campo.

Sergio Cortelezzi: Essa foi uma aposta. A avaliação que tinha do atacante do Nacional não era das melhores, mas eu conhecia Cortelezzi de nome da vida real. Achei que o jogo poderia imitar a vida, então…. Ele é jovem (19 anos) e pode ser útil.

Mauro dos Santos: Mais um bom zagueiro na avaliação dos meus olheiros. Mauro dos Santos chega do Banfield, tal qual Delfino na temporada anterior. Se o nosso staff estiver correto ele será o melhor zagueiro do time. Aos 23 anos, deve ser meu titular.

Leonardo Sánchez: Sem contrato, chega para ser banco de reservas. É um pouco lento, mas é sempre bom ter um backup já que usamos três zagueiros.

Leonel Ríos: Meia experiente que estava sem contrato. Imagino que ele possa substituir o Luna quando tivermos problemas. A questão é que o chute de longa distância não é dos melhores.

Roberto Brum: Não, não é o ex-volante do Santos! Por algum tempo eu achei que fosse algum erro do jogo, mas não é. Roberto Brum também é volante, mas é uruguaio. Aos 29 anos, chega ao clube para substituir Luis Pavez, que estava emprestado. Com ele o acerto veio em junho mesmo.

Falando em substituição…. Deixaram o clube o atacante Diego Nadaya (vendido por 200 mil), o volante Pavez (fim do empréstimo), o zagueiro Perg (fim do empréstimo), o atacante Buniva (emprestado), o meia direita Gagliardi (emprestado), o zagueiro Varela (se aposentou) e outros tantos atletas que não tinham capacidade de vestir a camisa do Instituto.

Com as chegadas e saídas o time que iniciou a disputa da primeira divisão argentina teve a seguinte escalação:

Lerda
———–
Delfino
Piriz
Mauro dos Santos

————
Nicolas Ramirez

Roberto Brum
Encina
————-
Luna
———–

Lagos

Bevacqua
Medina

Como vocês sabem a ideia do save é jogar a la Bielsa, mas eu iria me permitir alguns ajustes pontuais para segurar os times mais fortes. A estreia foi logo contra o Belgrano, principal rival do Instituto, mas eu imaginava que ganharíamos de um time que é do mesmo nível do nosso. Para a minha surpresa perdemos por 2 a 0….

E depois veio essa sequência:

cap6_02_vessa

Bem irregular não? Destaque para o empate por 1 a 1 com o Boca Juniors, partida em que fiz o gol e tranquei todo mundo atrás com duas linhas de 4. No 2 a 1 contra o All Boys eu achei que a coisa ia engrenar, mas….

cap6_03

Quatro empates seguidos! Mas veio uma vitória contra o River com gol de Medina logo no começo do jogo. Depois mais um empate, uma derrota e uma vitória e… fim de Apertura!

Terminamos da seguinte forma:

cap6_04

E a artilharia ficou assim:

Bevacqua: 6 gols

Medina: 5 gols

Piriz, Delfino, dos Santos, Luna e Ramirez: 2 gols

Brum, Pavone, Godoy e Encina: 1 gol

Que acharam?!

Quer lembrar como foram os outros capítulos? Leia mais:

Capítulo 1: a inspiração em Bielsa e a escolha do time

Capítulo 2: Contratações

Capítulo 3: balanço da primeira temporada

Capítulo 4: para embalar!

Capítulo 5: Um imbatível Instituto!

Você pode gostar também:

>>>> 8 motivos que provam que o mundo virou um grande Football Manager

>>>> Mata é capaz de salvar a temporada do Manchester United (ao menos no Football Manager)

>>>> Review: Football Manager 2014

>>>> Perguntamos o que você queria saber ao produtor do FM 2014