O Real Madrid perdeu para o Valencia por 2 a 1 em pleno Santiago Bernabéu e disse adeus à liderança do Campeonato Espanhol, que agora é ocupada pelo Getafe. A partida foi movimentada e viu dois pênaltis, sete cartões amarelos e dois vermelhos.

Nos primeiros 11 minutos de jogo, o árbitro já havia distribuído três cartões amarelos e marcado um pênalti duvidoso a favor do Real Madrid (que Zidane desperdiçou, acertando a trave). Aos 22, o Valencia abriu o placar, em uma falta bem cobrada por Baraja.

Aos 37 minutos, o Real Madrid empatou o jogo com Raúl, após cruzamento de Roberto Carlos. Dois minutos mais tarde, novo pênalti duvidoso, dessa vez assinalado a favor do Valencia. Coube a Villa a cobrança, e o artilheiro converteu sem problemas.

O segundo tempo foi dominado pelo Real Madrid. Mas, à medida que passavam os minutos e o gol de empate não vinha, a equipe se mostrava mais e mais nervosa. Com Aimar em grande noite, o Valencia defendia bem e ameaçava nos contra-ataques. Aos 37 minutos, Gravesen foi expulso por uma entrada dura em Vicente. Sete minutos depois, foi a vez de Beckham ir para o chuveiro, por reclamar de um cartão amarelo.

Para piorar a noite do Real Madrid, o time viu o rival Atlético vencer o Racing Santander por 1 a 0. O único gol da partida foi marcado por Maxi, nos acréscimos da primeira etapa. Com a vitória, os Colchoneros sobem para o 11º lugar, ao lado de Málaga e Deportivo La Coruña. Já o Real Madrid está em terceiro, junto com Valencia e Osasuna.