Depois da aposta fracassada em David Moyes para suceder Alex Ferguson, o Manchester United acertou com Louis van Gaal para os próximos três anos. Diferentemente do que aconteceu no final da temporada passada, o clube foi agora atrás de um nome que se encaixasse melhor nas circunstâncias atuais, e o holandês tem o perfil ideal para dar ao time aquilo de que precisa agora. Nada de longo prazo. O negócio é arrumar a casa o mais rápido possível, e isso Van Gaal pode fazer.

>>> Moyes era o nome certo para ser o novo Ferguson, mas quem disse que o United precisava disso?

Ao apontar David Moyes como técnico no passado, a intenção do United era tentar reproduzir o que Ferguson fez no clube, ignorando a enorme diferença entre os dois momentos. Contratar alguém que não tinha um currículo vencedor, para um trabalho a longo prazo, provou-se um erro. A saída do treinador que ficou por quase 27 anos no comando do clube traria problemas evidentes de adaptação, e o time precisava de alguém mais casca grossa que Moyes para dar conta do recado.

Depois de uma temporada jogada no lixo, Louis van Gaal chega exatamente com esse perfil. Vencedor por muitos anos, em diferentes países, com um currículo que não deixa jogador algum do elenco desconfiado de sua capacidade, o holandês é austero em suas decisões e tem personalidade de sobra para comandar um time do tamanho do United.

>>> Já em treinos para a Copa, Holanda pensa em estilo mais defensivo

O trabalho mais longo de Van Gaal, que durou seis anos, foi justamente o seu primeiro, no Ajax, clube em que também foi revelado como jogador. De lá para cá, duas passagens pela seleção holandesa, incluindo a atual, duas pelo Barcelona, uma pelo Bayern e outra pelo AZ. Em nenhum desses trabalhos o holandês ficou mais que quatro anos, até mesmo porque ninguém aguenta o técnico por muito tempo, por seu temperamento explosivo e personalidade causadora de atritos constantes. Mas isso não significa necessariamente algo ruim, especialmente para os Red Devils, que estão precisando de um choque.

Com a pressão pela volta à Liga dos Campeões e com dinheiro para investir em contratações, os torcedores do United podem, sim, esperar que Van Gaal corresponda às expectativas. O holandês chegou falando em “fazer história no clube”. Talvez isso seja exagerado, mas que haverá melhoria em relação a essa temporada, haverá. Além de um currículo vencedor, a personalidade parece ter sido o fator que mais faltou a Moyes em sua passagem. Van Gaal tem ambos de sobra.