O Barcelona apresentou sua nova contratação nesta segunda-feira. O meio-campista Arturo Vidal, de 31 anos, que chega do Bayern de Munique por € 19 milhões mais € 3 milhões em variáveis. A contratação do chileno atende a um pedido de Ernesto Valverde por um meio-campista depois da saída de Paulinho. E a escolha de Vidal é justamente para ter um jogador com mais vigor físico, uma característica que o brasileiro oferecia ao time na temporada passada. Com a sua volta à China, o Barcelona buscou a mesma característica e, no fim, sai no lucro. Afinal, embora Vidal seja quase dois anos mais velho que Paulinho, Vidal oferece qualidades físicas similares e tecnicamente está pronto para ser ainda melhor.

ANÁLISE: Barcelona acerta com Vidal e mantém aberto seu leque de opções para o meio-campo

“Estou muito contente por estar no Barcelona. É a melhor equipe do mundo, onde estão os melhores. Venho com fome, com gana de ganhar tudo. Venho com a melhor energia e coração para deixar tudo no campo”, afirmou o jogador. “É um escalão muito maior que jogar no Bayern de Munique. Espero chegar para ganhar tudo. Vamos estar preparados para cumprir com a expectativa e a confiança que tiveram em mim”.

“Quando meu representante me disse as opções, não tive dúvidas nem um segundo. Como não vou querer jogar na melhor equipe do mundo?”, afirmou Vidal sobre a escolha de jogar no Barcelona. “Espero ganhar três Champions nos três anos que eu vou estar aqui”, disse o jogador, ambicioso.

“Aos 14, 15 anos, eu vi minha mãe chegar cansada do trabalho e prometi a ela que me esforçaria para ajuda-la e, graças a Deus, eu pude fazer isso. Agora cheguei ao maior lugar”, disse Vidal. Descansado, Vidal disse estar muito bem fisicamente. “Me encontro bem. Estou muito contente porque estou treinando há um mês e me encontro fisicamente em forma. Hoje será meu primeiro treinamento com a equipe. Chego na melhor forma, já tive tempo para me recuperar bem”, disse Vidal.

Um dos questionamentos sobre a contratação de Vidal é sobre o falado DNA do Barcelona. O chileno, embora muito bom tecnicamente, é conhecido pela vitalidade física, algo que o Barcelona costuma ter pouco. “Acredito que tenho a mesma mentalidade que os jogadores que estão aqui. O mais importante é ganhar e levantar as Copas no final da temporada”, respondeu o chileno.

Vidal foi muito crítico com relação ao Real Madrid na última temporada, nos duelos que marcaram a eliminação do Bayern de Munique na Champions League. Ele prefere não dizer que há contas a acertar com o clube da capital espanhola. “Não tenho contas pendentes com o Real Madrid, mas sim com meu objetivo, que é ganhar a Champions. Espero cumprir isso aqui. Quando jogarmos com o Real Madrid, veremos”.

Será o terceiro chileno a defender o Barcelona, depois de Alexis Sánchez e Claudio Bravo. E Vidal chegou elogiando o principal jogador do time, que agora será também o capitão da equipe, Lionel Messi. “Há muitos grandes jogadores aqui. Enfrentar Messi é sempre algo lindo porque é o melhor jogador da história. Aqui estão os melhores jogadores do mundo e tratarei de ajudá-los e estar à sua altura”, disse.

O jogador pode estrear já no fim de semana, na Supercopa da Espanha, contra o Sevilla. Como o Chile não jogou a Copa do Mundo, Vidal está treinando na pré-temporada e pronto a jogar. Será uma boa opção para que o treinador monte o seu meio-campo, já que Ivan Rakitic, por exemplo, ainda não estará disponível. Arthur, contratado nesta temporada, é outro que deve jogar. Sergio Busquets é o titular absoluto como o volante mais defensivo em campo.