O Atlético de Madrid ficou a alguns milímetros de comemorar o título de La Liga no Vicente Calderón. Apenas a área da ponta dos dedos de Willy Caballero, que salvou milagrosamente o chute de Adrián nos acréscimos da partida contra o Málaga. Os colchoneros tiveram que esperar uma semana, incluindo 90 minutos de pura tensão no Camp Nou. E, dos 55 mil torcedores que celebrariam nas arquibancadas em Madri, a massa se reduziu a apenas 477 testemunhas oculares rojiblancas no Camp Nou.

>>> Os guerreiros do Atlético suaram sangue para superar a última batalha e se sagrarem campeões

Ainda assim, os visitantes puderam ir à desforra. Fizeram uma enorme festa com o empate contra o Barcelona. Puderam se aproximar dos jogadores e com eles comemorar o grande feito. Ganharam até mesmo o apoio dos 96 mil blaugranas que lotaram o estádio, aplaudindo os adversários e gritando “Atleti”. Nada como reconhecer a superioridade de quem foi melhor durante todo o campeonato.

>>> Simeone, o comandante de uma revolução inesperada

A festa na Catalunha, no entanto, promete ser apenas uma prévia do que acontecerá em Madri. A multidão já se acumula na praça da fonte Netuno, tradicional ponto de encontro dos colchoneros. Deverá ir à loucura quando seus heróis voltarem para casa com a taça.

No primeiro vídeo, a festa no Camp Nou. Já no segundo, uma prévia da praça Netuno: