As façanhas de Kaká já são suficientes para colocá-lo entre os maiores da história do Milan. O que o meia fez na conquista da Liga dos Campeões de 2006/07, quando liderou o time rumo ao sétimo título europeu, garantiu a gratidão eterna dos torcedores. No entanto, o camisa 22 parece não se contentar apenas com as lembranças. E, em poucos meses desde o retorno ao San Siro, atingiu a simbólica marca de uma centena de gols com a camisa rossonera.

Kaká balançou as redes por duas vezes na vitória por 3 a 0 sobre a Atalanta, chegando aos 101 tentos pelo Milan – 75 deles pela Serie A e 24 pela Champions. O brasileiro é apenas o décimo jogador da história do clube a superar a quantidade, se juntando a mitos como Andriy Shevchenko, Marco van Basten e José Altafini. É difícil prever se o meia alcançará os 221 gols de Gunnar Nordahl, maior artilheiro milanista de todos os tempos. Ainda assim, com mais seis, ele já toma o oitavo lugar na lista de maiores goleadores.

A situação do Milan na Serie A segue longe de ser a mais confortável, com o time na décima colocação, a 17 pontos da zona de classificação da Liga dos Campeões. Todavia, se a torcida rossonera pode se sentir um pouco mais relaxada, é graças aos gols do ídolo, que não devem parar de acontecer tão cedo.

Abaixo, os dois gols de Kaká contra a Atalanta. E também uma seleção dos 10 tentos mais bonitos que o camisa 22 anotou em sua primeira passagem por Milão, entre 2003 e 2009: