O tempo costuma ser um adversário implacável. O amadurecimento fez bem a Andrea Pirlo, se aprimorando a cada etapa – como os vinhos que tanto aprecia. Entretanto, em certo ponto a idade cobra o seu preço e pesa sobre as pernas. Sem desfrutar do mesmo sucesso desde que deixou a Juventus, o maestro vive o ocaso da carreira no New York City. E seu adeus já tem data marcada. Neste domingo, o meio-campista de 38 anos confirmou que irá pendurar as chuteiras ao final da temporada da Major League Soccer. Deixará saudades por toda a elegância que desfilou nos gramados, entre passes milimétricos e cobranças de falta excepcionais.

“Você percebe por si mesmo que o momento chegou. Todos os dias você tem problemas físicos. Você não pode treinar como gostaria porque sempre tem algum problema. Os jogadores mais jovens devem jogar. Aos 38 anos, é certo dar espaço aos mais jovens. Eu não estou bravo. Irei dar uma mão ao técnico e aos outros. Na minha idade, você tem que dizer basta”, declarou, em entrevista à Gazzetta dello Sport.

Além disso, Pirlo não traçou um planejamento à sequência de sua carreira após a aposentadoria dos gramados. Por enquanto, ele não vislumbra a possibilidade de se tornar treinador: “Eu ainda não sei o que farei. Eu voltarei à Itália em dezembro. Eu tenho algumas ideias, mas eu me darei um tempo até decidir. Não é porque você foi um bom jogador que se tornará um bom treinador. Você precisa se dedicar e ter o conhecimento do campo. Há uma faísca que precisa ser acesa, e comigo isso ainda não aconteceu”.

Diante do anúncio de Pirlo, vale a homenagem. Um vídeo exaltando todo o talento do meio-campista. Para nos acostumarmos que, definitivamente, os lances magistrais do craque serão apenas memória: