Vocês já viram “Hurricane”, o filme? Se não viram e estão aí de bobeira, saiam agora daqui e vão ver. (Mentira, fiquem aí). O filme fala sobre um boxeador que disputava o título mundial e foi acusado de matar uma pessoa. Acabou preso injustamente e foi parar no corredor da morte.

Tem uma cena deste filme, a cena do julgamento do Hurricane na corte estadual, em que aparece apenas o júri que o julgou. Todos brancos. Isso nos Estados Unidos dos anos 60. Todos do júri eram brancos. Lembrei dessa cena quando do julgamento de Márcio Chagas da Silva. A cor, é evidente, não é prova de caráter. É impossível duvidar da índole de cada um dos auditores, ou da sua capacidade de julgar, porque eles são brancos. Alguns até propuseram penas bem pesadas, como a exclusão do Esportivo do Gauchão.

Leia o texto todo no Impedimento.


Deixe uma resposta