Alguém precisa dar um toque em Mike Dean. O árbitro inglês parece ser fã do futebol ofensivo, com jogadas insinuantes que terminam no fundo da rede. Quem gosta de futebol, de fato, gosta de lances verticais, que levem perigo ao adversário. No entanto, se você está apitando um jogo, não pega nada bem expressar suas reações a jogadas assim. Não pela primeira, nem pela segunda, mas pela terceira vez Dean foi flagrado pelas câmeras reagindo a um lance, lamentando como um torcedor um ataque que não deu certo.

Na primeira oportunidade, no dérbi do norte de Londres entre Arsenal e Tottenham, em 2012, Mike Dean pouco tentou conter o pulinho de comemoração pelo gol de Louis Saha, no Estádio Emirates. Já nesta temporada, no jogo em que o Swansea eliminou o Manchester United da Copa da Inglaterra, o juizão não escondeu a frustração com a bola perdida pelos galeses na defesa dos Red Devils.

Mike Dean, o fanático pelos Spurs

Mike Dean, o anti-Red Devils


O caso mais recente agora aconteceu no confronto entre Aston Villa e West Ham. Os Villains partiam para o ataque quando um passe errado destruiu toda a jogada. Dean, o mais vibrante dos árbitros, lamentou o erro. Diante de um histórico desses, leitor, não se espante se em algum final de semana de Premier League você ficar sabendo que um árbitro arrancou a camisa e foi para a galera após um gol.