O Manchester City lidera a Premier League com 16 vitórias e um empate, após 17 rodadas. Uma campanha incrível. À medida que o torneio se alonga, e ninguém consegue derrotar o time de Guardiola, crescem as comparações com os Invencíveis do Arsenal, última equipe campeã inglesa invicta, em 2003/04. Nesta sexta-feira, Arsène Wenger foi questionado sobre isso e deu uma cutucada no adversário.

LEIA MAIS: City tem em Silva um raro artilheiro e vence a 16ª em 17 rodadas da Premier League

“Veja bem: nós não tínhamos petróleo, mas tínhamos ideias. Eles têm petróleo e ideias”, afirmou o técnico do Arsenal naquela conquista, em referência ao investimento da família real de Abu Dhabi. “Isso faz com que sejam ainda mais eficientes. Todos esperam e projetam que eles vão durar. Por que não? Pode acontecer, mas ainda falta bastante tempo. No momento, acho que tudo dá certo para eles dentro dos jogos, mas, também, talvez, eles tenham qualidade para transformar as coisas ao seu favor”.

Não que fosse absolutamente necessário, mas Wenger confirmou que se referia a dinheiro quando disse “petróleo” e não retira os méritos futebolísticos da equipe formada por Guardiola. “Eles têm recursos. Dinheiro e qualidade é o que eu quis dizer. Na comissão técnica, nos jogadores, eles têm tudo que precisam para serem bem sucedidos. Ainda assim, não é fácil”, analisou.

O Arsenal está em sétimo lugar, um ponto atrás do Burnley, depois de empatar com o West Ham, na última rodada. Encara o Newcastle, neste sábado.