Geralmente, quando um time estreia numa competição importante, a tendência é que faça campanha regular, na melhor das hipóteses. Mas não é isso que vem acontecendo com o novato Western Sydney, a última franquia a ser adquirida no futebol australiano. Fundado em 2012, o clube debutou na Liga dos Campeões da Ásia 2014 e já eliminou um time mais tradicional nas oitavas de final.

Leia mais: Impossível não rir com os lances mais ridículos da temporada 2013/14 da A-League

O Western Sydney encarou times como Ulsan Hyundai (Coreia do Sul), Guizhou Renhe (China) e Kawasaki Frontale (Japão), no Grupo H, e conseguiu 12 pontos. Os novatos australianos mostraram experiência e lideraram a chave. A tendência era que a aventura australiana acabasse por aí. A equipe enfrentaria o atual bicampeão japonês, Sanfrecce Hiroshima. No jogo de ida, em 7 de maio, o adversário fez 3 a 1 com gol aos 46 minutos do segundo tempo e poderia perder por 1 a 0 na volta, na Austrália.

Pouco provável que o Sanfrecce Hiroshima pudesse ficar sem a vaga nas quartas de final, mas os 10 mil torcedores que foram ao estádio acreditaram. E, aos 40 minutos da etapa final, o atacante australiano Brendon Santalab, 31, pegou a sobra da defesa dentro da área, fuzilou e fez o gol da classificação do Western Sydney.

Sem a estrela: o atacante japonês Shinji Ono teve ótimos momentos no Feyenoord, mas não conseguiu evoluir na carreira. Passou pelo Bochum e por times do Japão, chegando ao Western Sydney. Em dois anos, Ono se tornou o segundo melhor marcador da história do clube, mas deixou o Western Sydney após o vice-campeonato nacional, indo para o Consadole Sapporo.

Na seleção: o Western Sydney foi contemplado na pré-lista do técnico Ange Postecoglou para o Mundial 2014. O zagueiro Matthew Spiranovic, 25, tem 17 convocações e tenta jogar sua primeira Copa.

Histórico: o Adelaide United é o único time australiano a fazer boas campanhas na LC da Ásia. Em 2008, a equipe alcançou a final, mas perdeu para o Gamba Osaka por 5 a 0. Em 2012, o Adelaide United caiu nas quartas de final, diante do Bunyodkor, na prorrogação.

Sem surpresas

Nos outros sete confrontos, os favoritos fizeram valer a superioridade teórica dentro de campo e alcançaram as quartas de final. O destaque negativo é para os três times japoneses, todos eliminados precocemente, assim como ocorreu em 2012.

O sorteio das quartas de final será realizado no próximo dia 28 de maio. Os times do Oeste não podem enfrentar os do Leste, mas podem ocorrer embates entre equipes do mesmo país. Veja os resultados das oitavas de final:

Oeste: Al Ittihad 4×1 Al Shabab | Al Jazira 2×4 Al Ain | Al Sadd 2×2 Foolad | Bunyodkor 0×4 Al Hilal

Leste: Jeonbuk Motors 1×3 Pohang Steelers | Cerezo Osaka 2×5 Guangzhou Evergrande | Kawasaki Frontale 4×4 FC Seoul | Sanfrecce Hiroshima 3×3 Western Sydney

Expresso chinês: o Guangzhou Evergrande, time de Muriqui, Elkeson e Alessandro Diamanti e atual campeão asiático, não teve problemas contra o Cerezo Osaka, de Forlán. Mesmo com o uruguaio em campo, os chineses decidiram o confronto na ida, ao fazer 5 a 1 fora de casa.

Talismã: o ganês Asamoah Gyan é o principal jogador do Al Ain (Emirados Árabes). Foi ele quem decidiu o embate contra o compatriota Al Jazira, marcando três dos quatro gols do time no confronto. Gyan é o atual artilheiro da LC da Ásia, com dez gols, três a mais que o segundo colocado.

Sem força: O Bunyodkor é o único time do Uzbequistão a mostrar força, mas isso não está sendo suficiente para desbancar adversários asiáticos. Diante do Al Hilal, de Tiago Neves, Digão e Segundo Castillo, os uzbeques perderam os dois jogos, total de 4 a 0.

>>>> Até hoje, o Japão tenta dar um jeito no seu projeto mais ousado para a Copa

Multi-campeão: todos os jogadores do Pohang Steelers são sul-coreanos, mas isso não se traduz em fraqueza. A equipe é a maior campeã da LC da Ásia dentre os times que restaram, com três títulos, o último em 2009. Passaram fácil pelo Jeonbuk Motors, de Marcos Aurélio, ex-Sport.

Vice de novo não: o Seoul foi finalista na última edição, mas perdeu para o Guangzhou Evergrande. A equipe está nas quartas de final após ganhar de 3 a 2 do Kawasaki Frontale fora de casa, com gol aos 48 minutos do segundo tempo, e perder em casa por 2 a 1. O atacante brasileiro Rafael Costa, ex-Avaí e Figueirense, ainda não deslanchou no torneio. Sergio Escudero, nascido na Espanha e naturalizado japonês, é o destaque do time, com dois gols no confronto diante dos japoneses.

Crise: o Al Ittihad passou pelo Al Shabab, mas o time anda mal fora das quatro linhas. O problema é a nova diretoria, que reteve o passaporte de Jóbson após ele não aceitar reduzir o salário. O atleta do Botafogo está há quatro meses sem receber e vivia num apartamento por conta própria. Seus advogados conseguiram rescindir o contrato de Jóbson, cujo futuro é incerto. Leandro Bonfim continua na equipe.

Menção honrosa: Luciano Chimba é desconhecido no Brasil, mas vem se destacando com a camisa do Foolad. O time iraniano por pouco não se classificou diante do Al Sadd, mas Chimba marcou os dois gols do Foolad no confronto diante dos catarianos, terminando o torneio com seis.

Você também pode se interessar por:

>>>> As lesões impediram Aimar de mostrar a sua mágica na Malásia

>>>> Sem Del Piero e Harry Kewell, Austrália precisará de novos atrativos

>>>> Liga dos Campeões da Ásia 2014 tem decepção chinesa e algumas surpresas

>>>> O Naft Tehran desafia a hegemonia dos gigantes da capital iraniana

 >>>> LC da Oceania começa semana que vem e… Surpresa! Tem brasileiro