O incrível erro de Tim Wiese foi o principal tema dos comentários após a partida entre Juventus e Werder Bremen. O goleiro, até então com uma excelente atuação, soltou a bola nos pés de Emerson, que marcou o gol da classificação da Juve para as quartas-de-final da Liga dos Campeões.

O próprio Wiese parece não acreditar ter cometido a falha que custou a eliminação do Werder Bremen. “É inacreditável: você defende todas as bolas e, no fim, comete um erro de iniciante. É o tipo de falha que você comete apenas uma vez na vida”, lamentou o goleiro.

Thomas Schaaf tratou de defender o goleiro e não culpá-lo pela falha. “Tim estava com a bola e foi para a frente. De repente, a bola estava dentro do gol. Foi como um remédio amargo. Mas as coisas são assim. A vida continua. Ele fez uma grande partida antes disso. Wiese salvou a equipe em diversas situações. Ele está agora trancado em uma sala e devastado”, comentou o treinador.

Para o técnico, o Werder Bremen merecia avançar para a fase seguinte. “Jogamos bem nas duas partidas. Mas é triste deixar um jogo escorrer pelas mãos com um erro assim. O time não merecia perder assim”, lamentou.

Emerson, autor do gol da classificação da Juve, contou como se desenrolou o lance no final da partida. “O Cannavaro gritou para mim ‘Puma, Puma’ [apelido do brasileiro] e neste momento senti a bola nos meus pés e a toquei para as redes. Fizemos um bom jogo mas, durante muito tempo, fomos incapazes de converter nossas ocasiões de gol. Quando você se classifica desta maneira, é um bom sinal do destino para a continuação do torneio”, disse o volante.

Fabio Capello comemorou a vitória obtida nos últimos instantes. “Sabíamos que não seria fácil. O Werder Bremen é forte tanto física como tecnicamente. Sofremos um pouco, mas não seria justo sermos eliminados. Demonstramos uma grande personalidade e conquistamos uma vitória merecida, mesmo tendo sido obtida graças a um erro do goleiro que, antes disso, havia feito milagres”, opinou.