A desclassificação de Camarões para a Copa rendeu uma polêmica entre Pierre Wome e Samuel Eto’o. O atacante do Barcelona afirmou que “queria cobrar o pênalti, mas Wome assumiu a responsabilidade da cobrança”. Hoje, o jogador da Internazionale desmentiu o companheiro de seleção. “Eto’o é um mentiroso. Ninguém queria bater a penalidade, nem ele nem o capitão do time, porque poderíamos perdê-lo”.

No último sábado, Camarões precisava vencer o Egito para ir ao Mundial. O jogo estava empatado por 1 a 1 quando foi marcado um pênalti a favor dos Leões Indomáveis no final da partida. Wome cobrou, mas a bola acertou a trave e saiu.

O defensor tentou entrar em contato com Eto’o para desmentir a história, mas não teve êxito. “Deixei uma mensagem na secretária eletrônica dele, dizendo que eu participaria de uma coletiva de imprensa. Cheguei atrasado pois estava esperando uma ligação dele. Como Eto’o não me respondeu, me parece verdade aquilo que foi publicado”.

Wome ainda revelou ter tido o apoio de alguns jogadores da seleção e de Massimo Moratti, dirigente da Internazionale. “Alguns companheiros me ligaram, outros não. Aqui na Inter vieram falar comigo ou me chamaram, como Moratti. Ele me disse que a vida continua. Não tive medo, pois tenho caráter forte, mas estava preocupado por minha família”.

Enfurecidos com o resultado, alguns torcedores chegaram a invadir a casa de Wome em Yaoundé e quebraram o carro do jogador. Além disso, destruíram o salão de cabeleireiro da irmã dele.