Zinedine Zidane é um técnico ainda jovem, que assumiu o time em janeiro de 2016 e, desde então, conquistou a Champions League duas vezes seguidas, além do Campeonato Espanhol uma vez. Curiosamente, o treinador tem mais títulos continentais do que a liga local e isso foi perguntado na coletiva, pela curiosidade. Até porque o Real Madrid não fazia uma grande temporada, mas ao chegar aos jogos eliminatórios da Champions League, o time teve força e derrubou o Paris Saint-Germain e abriu larga vantagem frente à Juventus nas quartas de final. Está perto das semifinais e só não irá se perder por três gols ou mais em casa do atual campeão italiano.

LEIA TAMBÉM: Klopp: “Estamos aqui para ganhar o jogo, não há outro plano. Se formos passivos, não temos chances”

“Eu não tenho a explicação. O que nós queremos é ganhar tudo. Mas às vezes, como este ano, nossa regularidade não tem sido boa. Vivemos um momento de dificuldade, sobretudo na hora de marcar. Agora estamos melhor em tudo. Mas não tem explicação. A mim, eu tenho mais vontade de ganhar a liga, é o mais difícil, acredito que é também o que quer o jogador. Na Champions, quando olha a trajetória desse clube, você vê que ninguém o alcançou”.

Cristiano Ronaldo foi o grande personagem do jogo de ida contra a Juventus, com dois gols, sendo um deles um golaço de bicicleta. Zidane também comentou sobre o atual detentor da Bola de Ouro. “Eu não penso em jogar sem Cristiano. Nós o temos e estamos contentes com o que ele faz. Há muita gente que se lembra de Di Stéfano, e com razão, porque muita gente se lembrará de Cristiano no futuro. Nós o temos e temos que aproveitá-lo. Fico contente de poder conviver com este jogador”, afirmou o treinador.

O técnico também falou sobre a escalação de alguns jogadores, como o centroavante Karim Benzema, que é muito questionado. “Eu o vejo como sempre, de todas formas com o que se disse, está sofrendo um pouco, ele também gostaria de fazer mais gols. Treina bem, está aqui com seus companheiros, concentrado. Logo, ele gostaria de marcar mais gols e estar melhor”. Com Sergio Ramos suspenso, Zidane precisa escolher um substituto. A escolha está entre Jesus Vallejo e Casemiro, este último improvisado. “Jesús tem feito um bom treinamento, não sentiu nada. Estamos sem problemas. Se tivermos um problema, nos adaptamos”.

O Real Madrid está em uma situação muito tranquila. Se classifica mesmo se perder por até dois gols de diferença. Cristiano Ronaldo marcou gols nas últimas 10 partidas da Champions League – a final da temporada passada e todos os nove desta edição. É de se imaginar que o português queira continuar com a marca.

Real Madrid x Juventnus
Quarta-feira, 10 de abril, 15h45
Na TV: Globo, Esporte Interativo