Muita gente temia que Zlatan Ibrahimovic sequer fosse retomar a carreira. Em abril, o centroavante rompeu o ligamento cruzado do joelho direito. Passaria meses no estaleiro. A previsão inicial de retorno afirmava que o craque só poderia entrar em campo em 2018. No entanto, o trabalho físico do veterano superou as expectativas. Menos de sete meses depois, Ibra já estava em campo novamente, e mostrando toda a sua energia. Neste sábado, o sueco participou dos 15 minutos finais da goleada do Manchester United sobre o Newcastle por 4 a 1. Não pôde exibir muito, é verdade, mas o tempo já foi suficiente para o artilheiro quase anotar um golaço. No seu melhor estilo, emendou um belíssimo voleio, exigindo grande defesa do goleiro Robert Elliott.

Mas a noite de ‘Zlatan sendo Zlatan’ não terminou por aí. Após a partida, ele foi escolha óbvia para a entrevista à BT Sport, ao lado de Paul Pogba. E não decepcionou. Perguntado se chegou a duvidar de seu retorno em algum momento, ele foi categórico: “Não, porque os leões, eles se recuperam de maneira diferente dos humanos”. Obviamente, arrancou gargalhadas de todos.

“É especial. Um dia diferente, a mesma qualidade. Não estou preocupado. Não estou preocupado porque sei o que eu faço. Eu treino duro. Eu me sacrifico muito. É a minha cabeça que joga, meu joelho só precisa segui-la”, afirmou. “Não é fácil, especialmente no meu caso. Não foi como se eu estivesse de férias. Eu tive um verão diferente, porque fiquei sem contrato. Assim que assinei, queria focar no time. Queria dar algo que pudesse ajudar a equipe ao máximo. Isso é sobre voltar e mostrar a que vim. Sou grato que posso jogar futebol novamente”.

Em fevereiro, Ibrahimovic já tinha se referido a si mesmo como um leão. Perguntado sobre qual o seu nível em relação aos outros centroavantes da Premier League, ele afirmara: “Os leões não comparam a si mesmos com humanos”. Que o leão volte a rugir mais alto, então.