A Austrália garantiu nesta quarta o direito de ir à Copa, em sua última eliminatória como representante da Oceania. A segunda participação dos Socceroos no Mundial foi conquistada com uma emocionante vitória por 4 a 2 nos pênaltis sobre o Uruguai, em Sidney. O herói da classificação foi o goleiro Mark Schwarzer, que defendeu duas cobranças e garantiu a festa.

No último sábado, os uruguaios haviam vencido a partida de ida por 1 a 0. Para reverter esta vantagem, os donos da casa se lançaram ao ataque desde o início da partida. Porém, com um forte esquema de marcação montado pelos sul-americanos, a Austrália tinha dificuldades para tocar a bola.

Os visitantes impuseram uma pressão eficiente no meio-campo, principalmente pela atuação de Pablo Garcia, Diogo e Varela. Nervosos, os australianos erraram passes e não tiveram calma para finalizar.

Os Socceroos passaram a explorar as jogadas aéreas, o que facilitou o trabalho da defesa rival. O Uruguai chegou perto de abrir o placar, mas Recoba perdeu uma grande chance cara a cara com Schwarzer. Guss Hiddink fez uma alteração aos 31 do primeiro tempo, mudando a postura de sua equipe. O técnico colocou Harry Kewell no lugar de Popovic. O defensor havia recebido um cartão amarelo por uma falta sobre Recoba.

Quatro minutos depois, Bresciano abriu o placar ao aproveitar uma sobra na área, na única falha da defesa uruguaia no primeiro tempo. A partida se tornou mais dura, com faltas mais fortes de ambos os lados.

Na segunda etapa, o cansaço uruguaio se tornou mais visível, deixando os anfitriões mais à vontade para dominar o jogo. Kewell buscou o jogo pela esquerda, forçando em cima de Diogo. Restou ao Uruguai confiar em Carini, Lugano e Montero para não levar o segundo gol. Os visitantes aguardavam encaixar algum contra-ataque, sem sucesso. Como o placar permaneceu inalterado, o encontro foi para a prorrogação.

No tempo extra, a situação continuou a mesma: Austrália pressionando e Uruguai fechado na defesa. A decisão ficou mesmo para os pênaltis. Schwarzer pegou o chute de Dario Rodriguez, deixando os Socceroos na frente. Viduka bateu para fora, mas novamente o goleiro australiano brilhou ao defender a cobrança de Zalayeta. Por fim, Aloisi converteu e selou a classificação de sua equipe. ´Não poderia ser um final melhor, com 83 mil pessoas aqui para nos ver. Acreditamos que isso iria acontecer, esperamos 32 anos por isso. Temos 20 milhões de pessoas nos seguindo, não posso acreditar. Estamos lá´, comemorou o atacante.

Há 32, a Austrália participou de seu único Mundial, na Alemanha. Com a vitória desta quarta sobre o Uruguai, o país superou o trauma de ser desclassificado de todas as quatro repescagens anteriores. Para a Copa de 2010, os Socceroos disputarão as eliminatórias dentro da zona asiática.