O Dinamo Minsk parecia com a classificação à última fase preliminar da Liga Europa nas mãos. Presente na fase de grupos em dois anos consecutivos (2014/15 e 2015/16), o clube de Belarus abriu uma impensável vantagem sobre o Zenit: goleada por 4 a 0, relembrando os seus melhores períodos no antigo Campeonato Soviético. O reencontro em São Petersburgo não seria fácil. Os russos necessitavam furar a retranca e anotar ao menos quatro gols para buscar a classificação. Mesmo jogando com um a menos durante os 20 minutos finais do segundo tempo, os celestes conseguiram devolver os 4 a 0, forçando a prorrogação. Então, o impossível se concretizou. O Dinamo descontou no primeiro tempo extra. Já no segundo, os anfitriões balançaram as redes mais quatro vezes e avançaram com um assustador 8 a 1 no marcador – 8 a 5 no agregado.

Leandro Paredes abriu o placar ao Zenit no primeiro tempo e Christian Noboa ampliou na segunda etapa. O problema é que a equipe teria Paredes expulso pouco depois. O salvador? Artem Dzyuba, Antes escanteado pelo clube, o centroavante voltou arrebentando e anotou dois gols entre os 30 e os 33, que valeram a prorrogação. Tudo parecia ficar mais difícil quando Seydou Yahaya descontou ao Dinamo Minsk, aos nove minutos do primeiro tempo extra. Mas a arrancada sensacional começou aos quatro do segundo tempo da prorrogação, com Sebastián Driussi. Dzyuba completou sua tripleta cobrando pênalti, aos 10. Já nos acréscimos, Maksim Shvetsov também deixou os visitantes com dez. Robert Mak se aproveitou com dois tentos depois disso, um deles de pênalti, fechando a contagem em 8 a 1. Depois da reação histórica, o Zenit pega o Molde, na luta por um lugar na fase de grupos.

Quem não teve a mesma sorte foi o Feyenoord. O clube de Roterdã também perdeu a ida para o Trencin por 4 a 0 e tentou reverter o resultado no Estádio De Kuip. Eric Botteghin abriu o placar aos oito minutos, mas Antonio Mance empatou para os eslovenos um minuto depois. Com isso, os holandeses precisavam de mais cinco tentos. Até criaram várias oportunidades, mas foram eliminados mesmo com o 1 a 1 no marcador. Outro representante do país nesta etapa da Liga Europa, o Vitesse caiu diante do Basel.

No confronto mais equilibrado desta fase, o Burnley dependeu da prorrogação para eliminar o Istambul Basaksehir. O placar permaneceu zerado durante os 180 minutos e os dois times precisaram encarar a prorrogação em Turf Moor. Jack Cork foi o salvador, balançando as redes no primeiro tempo extra. Na próxima etapa, um desafio bem maior contra o Olympiacos, que atropelou o Luzern. Dono de boa campanha na Liga dos Campeões passada, o Besiktas foi outro a ficar no fio da navalha. Nesta quinta, perdeu para o LASK Linz por 2 a 1 e ainda assim dependeu de um gol de Álvaro Negredo aos 45 do segundo tempo para se classificar, graças ao tento fora de casa – na Vodafone Arena, havia vencido por 1 a 0. A equipe de Senol Günes viaja à Sérvia para duelar com o Partizan Belgrado.

Entre os resultados mais emocionantes, destaque ao que aconteceu em Luxemburgo. Após perder o jogo de ida na Rússia por 2 a 1, o Progrès Niederkorn (que eliminou o Rangers na edição passada da Liga Europa) ia forçando a prorrogação contra o Ufa. O gol de empate por 2 a 2 saiu aos 49 do segundo tempo, anotado por Ivan Paurevic. Os russos serão exatamente os adversários do próprio Rangers. A equipe de Steven Gerrard empatou por 0 a 0 contra o Maribor na Eslovênia e avançou por ter vencido a ida em Glasgow. Final feliz teve outro luxemburguês, o Dudelange. Derrotou o Legia Varsóvia na Polônia e, apesar de desperdiçar uma vantagem de dois gols, o empate por 2 a 2 em casa valeu a vaga na última etapa preliminar. Pegará o Cluj.

Por falar em Romênia, o FCSB (o Steaua Bucareste) suou bastante para superar o Hajduk Split. O empate sem gols prevaleceu na Croácia durante a ida. Já na volta, depois de Harlem Gnohéré abrir o placar, os visitantes buscaram a igualdade aos 37 do segundo tempo na Arena Nationala. Neste cenário, os croatas se classificariam. Isso até Gnohéré aparecer de novo com uma cabeçada salvadora e provocar uma erupção na torcida romena nos acréscimos. O nível do desafio ao tradicional clube aumentará contra o Rapid Viena, que perdeu a ida contra o Slovan Bratislava, mas avançou ao golear por 4 a 0. Já a decepção na Áustria ficou ao Sturm Graz, que havia sido derrotado em casa pelo AEK Larnaca por 2 a 0 e tomou de 5 a 0 na visita ao Chipre.

Senhor Liga Europa, o Sevilla não tomou conhecimento do Zalgiris Vilnius. A classificação foi encaminhada já na Andaluzia, com a vitória por 1 a 0. E o reencontro na Lituânia guardou uma goleada por 5 a 0. Nolito e Pablo Sarabia fizeram dois cada, enquanto Guilherme Arana, saindo do banco durante o segundo tempo, também deixou o dele com um chutaço no ângulo. Seu adversário será o Sigma Olomouc. A Atalanta acumulou a segunda vitória para cima do Hapoel Haifa, avançando com os 2 a 0 na Itália, gols de Duván Zapata e Andreas Cornelius. Terá missão difícil contra o Copenhague pela fase de grupos. Já o RB Leipzig poupou seus protagonistas e eliminou a Universitatea Craiova com o empate por 1 a 1, após já tere garantido o triunfo na Red Bull Arena. Na próxima etapa, viaja à Ucrânia para encarar o Zorya Luhansk, que superou o Braga em duelo movimentado realizado em Portugal. Destaque ainda ao Bordeaux, que passou com tranquilidade pelo Illychivets Mariupol com nova vitória, desta vez por 2 a 1, e enfrentará o Gent.

Entre os clubes que batem cartão nas competições europeias, menção honrosa ao Ludogorets. A equipe de Paulo Autuori havia batido o Zrinjski Mostar na Bulgária e avançou com um empate. Encara o Torpedo Kutaisi, da Geórgia, pela vaga nos grupos. Já uma zebra notável ocorreu na Croácia. O Rijeka complicou até para o Milan na Liga Europa passada, mas desta vez sucumbiu diante de sua torcida. O tropeço contra o Sarpsborg, da Noruega, frustrou os croatas e custou sua participação no torneio.

Abaixo, os confrontos na última fase preliminar da Liga Europa, que acontecem durante as próximas duas semanas, além dos gols do Zenit 8×1 Dinamo Minsk e de Guilherme Arana pelo Sevilla:

Olimpija Ljubljana (ESL) v Spartak Trnava (ESQ)
APOEL (CHP) v Astana (CAZ)
Rosenborg (NOR) v Shkëndija (MCD)
F91 Dudelange (LUX) v CFR Cluj (ROM)
Sūduva (LIT) v Celtic (ESC)
Sheriff (MDA) v Qarabağ (AZE)
Malmö (SUE) v Midtjylland (DIN)
Torpedo Kutaisi (GEO) v Ludogorets Razgrad (BUL)
Sigma Olomouc (TCH) v Sevilla (ESP)
Sarpsborg (NOR) v Maccabi Tel-Aviv (ISR)
Gent (BEL) v Bordeaux (FRA)
Partizan (SER) v Beşiktaş (TUR)
Rapid Viena (AUT) v FCSB (ROM)
Apollon Limassol (CHP) v Basel (SUI)
Rangers (ESC) v Ufa (RUS)
Atalanta (ITA) v Copenhague (DIN)
Zenit (RUS) v Molde (NOR)
Trenčín (ESL) v AEK Larnaca (CHP)
Genk (BEL) v Brøndby (DIN)
Olympiacos (GRE) v Burnley (ENG)
Zorya Luhansk (UCR) v RB Leipzig (ALE)