A partida em Zaragoza entre o time da casa e o Barcelona se encaminhava para um empate em 0 a 0 quando, pouco depois dos 30 minutos do segundo tempo, torcedores do Zaragoza dirigiram xingamentos racistas a Samuel Eto’o. O árbitro da partida imediatamente comunicou o fato ao quarto árbitro, mas o jogador teve que ser contido por seus companheiros e pelo próprio árbitro para não deixar o campo de jogo.

Foi, no entanto, o que acendeu o Barcelona. No lance seguinte, Edmilson aproveitou cobrança de escanteio e tentou colocar no ângulo. Celades impediu com a mão, cedendo pênalti para o Barcelona. O jogador foi expulso por causa do lance. Ronaldinho cobrou com perfeição e, na comemoração, o time todo abraçou Samuel Eto’o.

Três minutos depois, Eto’o caiu pela ponta direita e cruzou com perfeição para Larsson, que entrara no segundo tempo, definir o placar: Barcelona, 2, Zaragoza e seus torcedores racistas, 0.