Apostar no futebol feminino e masculino do Brasil é retorno quase certo nas Olimpíadas

Quando o assunto é Olimpíada, as seleções masculina e feminina do Brasil têm desempenho parecido, já que nunca conquistaram uma medalha de ouro. Vale ressaltar que as mulheres tiveram menos oportunidades, já que elas passaram a disputar o torneio de futebol dos Jogos Olímpicos somente a partir de 1996, em Atlanta – os homens participam desde 1908 (Londres).

Aliada à importante vantagem que representa o fator casa, a enorme vontade das duas equipes em quebrar o incômodo tabu do “País do Futebol” nas Olimpíadas faz com que as cotações do Brasil sejam bastante convidativas aos apostadores, principalmente na rodada de abertura da Rio 2016, programada para hoje, com as partidas dos três grupos do torneio feminino.

Largada pelo ouro entre as mulheres

Nos dois jogos do Grupo E, já separe aquela graninha que pode garantir uma ótima rentabilidade, tanto nas apostas da vitória do Brasil como da Suécia. As meninas comandadas pelo técnico Vadão terão apoio irrestrito da torcida, que promete comparecer em bom número ao Engenhão, às 16h, no confronto contra as chinesas.

Segundo o site de estatísticas esportivas OddsShark.com/br, temos uma famosa “barbada”, pois o triunfo das brasileiras paga US$ 1,39 sobre cada dólar investido. Mas se você acha que a zebra vai passear de olhos puxados no Estádio Olímpico, o empate rende US$ 4,52, enquanto a vitória chinesa garantiria lucro oito vezes maior sobre cada US$ 1 aplicado, em ambas as situações.

Mais cedo, às 13h, no mesmo local, as suecas enfrentam uma seleção que, segundo os especialistas, veio mais em função do turismo que pela oportunidade de lutar por uma medalha. Por isso, as escandinavas são o seu melhor palpite contra a fraquíssima África do Sul, com a atrativa cotação de US$ 1,18 sobre cada dólar pago.

Mas se você é daqueles que confiam que o 03 de agosto ficará marcado como o “Dia Mundial do Improvável”, a boa notícia é que seus investimentos seriam multiplicados em US$ 14,91 vezes, enquanto o também improvável empate provém o retorno de US$ 6,71 por dólar investido.

Fique atento também às ótimas oportunidades que reservam a chave G, com a presença das superfavoritas e poderosas jogadoras dos Estados Unidos, atuais campeãs mundiais e com quatro ouros olímpicos no currículo. Segundo as estatísticas, a Nova Zelândia – que tem a dura missão de encarar as americanas no Mineirão, às 19h – não vai nem ver a cor da bola. A vitória dos EUA paga US$ 1,15 por cada dólar. Se você se solidarizar com a causa das meninas neozelandesas, pode até ficar rico com a excelente margem de lucro de US$ 16,93 por dólar investido. O empate está cotado em US$ 7,29 sobre cada dólar investido.

Como estão as cotações para os demais jogos de amanhã:

MINEIRÃO – França (US$ 1,13) x Colômbia (US$ 19,73) – 22h

ARENA CORINTHIANS – Canadá (US$ 3,02) x Austrália (US$ 2,34) – 15h

ARENA CORINTHIANS – Zimbábue (US$ 55,60) x Alemanha (US$ 1,01) – 18h

Seleção masculina do Brasil confia no talento de Neymar

No dia seguinte à abertura do torneio feminino, será a vez dos homens iniciarem a disputa pela tão cobiçada medalha de ouro. Tratado como o único título que falta à Seleção Brasileira, que chegou perto três vezes, quando teve que se contentar com a prata em 1984, 1988 e 2012, o degrau mais alto do pódio é tratado como obrigação na Rio 2016.

A garotada comandada pelo técnico Rogério Micale conta com a estrela de Neymar para alcançar o feito. O craque do Barcelona está animado e engasgado com o segundo lugar, na última Olimpíada, contra o México. E para a estreia no Grupo A –  no estádio Mané Garrincha, às 16h, contra a África do Sul – pode separar sua bandeira e uma boa quantia para comemorar a vitória brasileira e contar os zeros na sua conta bancária, pois a cotação é de US$ 1,13 sobre cada dólar investido.

Mas a “turma do contra” tem um prato cheio ao apostar nos africanos, já que o retorno por dólar investido pode ser 17 vezes maior – enquanto o empate renderia US$ 8,50/US$ 1. Aliás, quem gosta de investir com ousadia tem outra chance irresistível na chave C, já que a inimaginável vitória de Fiji proporcionaria a histórica margem de lucro de US$ 56,00, sobre cada dólar investido, contra a Coreia do Sul – que é a aposta mais indicada, já que paga US$ 1,02/US$ 1. Em caso de empate, a cotação é pomposa também: US$ 17.00/US$ 1.

Argentina e Portugal não terão Messi e Cristiano Ronaldo, respectivamente, em campo, na estreia pelo Grupo D, mas é um jogo que promete. E as estatísticas mostram um certo equilíbrio, pois o triunfo dos “hermanos” garante US$ 2,25 por cada dólar aplicado, enquanto os lusitanos, se conquistarem os três pontos no Engenhão, renderiam aos apostadores pouco mais que o triplo de rentabilidade (US$ 3,30/US$ 1). Já o marcador igualado está cotado em US$ 3,20/US$ 1. Vale lembrar que os garotos de Portugal foram vice-campeões da Eurocopa Sub-21 no ano passado, com a derrota para a Suécia, que está no Grupo B.

Defendendo a medalha de ouro, o México encara a Alemanha, pela chave C, na Arena Fonte Nova. Mesmo sem contar com nenhum craque da seleção principal, os alemães são os favoritos, com margem de lucro de US$ 2,30 por cada dólar aplicado. Os mexicanos não estão muito longe em termos de qualidade, e podem ser uma boa escolha, já que o seu investimento pode ser triplicado. Se der empate, quem acreditar neste resultado leva US$ 3,25 de retorno para cada US$ 1.

Confira os outros jogos do torneio masculino:

MANÉ GARRINCHA – Iraque (US$ 3,30) x Dinamarca (US$ 3,30) – 13h

ARENA DA AMAZÔNIA – Suécia (US$ 5,00) x Colômbia (US$ 1,67) – 19h

ARENA DA AMAZÔNIA – Nigéria (US$ 2,75) x Japão (US$ 2,63) – 22h

ENGENHÃO – Honduras (US$ 3,10) x Argélia (US$ 2,38) – 15h